Notícias / Barra do Garças

05/10/15 às 20:57

Delegacia da Mulher esclarece casos de estupro de vulnerável em Barra do Garças

Assessoria

Imprimir Enviar para um amigo
Seis casos de estupro de vulnerável ocorridos recentemente em Barra do Garças tiveram a autoria identificada em investigações da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) do município. Os casos chocaram a sociedade de Barra do Garças, uma vez que as vítimas têm entre 6 e 13 anos e foram abusadas por familiares ou pessoas próximas a família.
 
Os crimes aconteceram entre final de setembro e início de outubro e 6 suspeitos tiveram o mandado de prisão representado pela Polícia. Cinco acusados tiveram a prisão cumprida e apenas um continua foragido.
 
A menor Y.V.S.S., de 06 anos foi vítima do namorado da mãe, Israel Pacheco de Lima, 47. Interrogado, o suspeito negou os fatos, mas ao ser ouvida a vítima contou em detalhes o abuso praticado pelo suspeito, além de o exame pericial apontar positivo para conjunção carnal.
 
Outra vítima de abuso, D.P.N., 9, conta que há muito tempo o padrasto, Gean Robson Gomes Costa, 38, “mexia com ela”. O acusado foi interrogado e admitiu alguns atos praticados contra a enteada, mas acusou a menor de se insinuar para ele.
 
Em outra investigação, Maikon Fabricio Silva Barbosa, 29, foi acusado de assediar a própria filha de 7 anos. Segundo a criança, o pai mostrou o órgão genital para ela e pediu para que ela tivesse intimidade com ele.
 
O suspeito, Ronildo Alves Luz, além de estuprar a enteada de 14 anos tentou matá-la, utilizando um facão. Para escapar do padrasto, a vítima correu nua pela vizinhança pedindo ajuda. Após a ação criminosa, o acusado fugiu da comunidade e continua procurado pela Polícia.
 
A vítima S.B.B, 11, sofria abusos do seu pai biológico, Lindo Zaias Vasco do Nascimento. Os pais da menor são separados e os acusados aconteciam quando ela passava finais de semana na casa do pai. O suspeito mudou para Cuiabá e após as investigações da DEDM de Barra do Garças, ele teve a prisão cumprida pela Delegacia da Mulher da Capital.
 
A adolescente S.S.O.G., 13, foi vítima do convivente da avó, Nelcidio dos Santos Souza, 57. A garota era criada como filha do casal.
 
Em todos os casos, o delegado responsável pela DEDM, Herodoto Souza Fontenele, representou pela prisão dos suspeitos, decretadas pela Justiça. Com exceção de Ronildo, que continua foragido, os demais suspeitos tiveram as ordens judiciáis cumpridas e permanecem na Cadeia Pública de Barra do Bugres.
 
Outros Casos
 
Mais dois casos de violência sexual estão sendo investigados pela delegacia. Entre eles, o da adolescente L.S.S., 13 que fugiu de casa para se encontrar com o namorado Lucas Rodello Goulart, 19. Ouvida na delegacia, a menor afirmou que manteve relações sexuais com o namorado de forma consentida.
 
No último final de semana, um dentista de 38 anos foi preso em flagrante acusado de uma mulher, de 20 anos, enquanto ela dormia. Segundo a vítima, ela bebeu muito em uma festa na qual o suspeito estava.
 
Após a festa, a vítima e um grupo de amigos foram para casa do dentista, onde ela pediu um quarto para dormir. Depois de um tempo, a vítima acordou sendo estuprada pelo suspeito.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet