Notícias / Governo de MT

16/01/19 às 16:41 / Atualizada: 16/01/19 às 16:54

Em Brasília Mauro Mendes pede liberação de FEX e informa ministro sobre Governo decretar estado de calamidade financeira

Ministro afirmou que vai tratar situação de Mato Grosso com urgência e celeridade

Laice Souza | Gcom-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Em Brasília Mauro Mendes pede liberação de FEX e informa ministro sobre Governo decretar estado de calamidade financeira

Governador Mauro Mendes discutiu situação financeira de Mato Grosso com o ministro Souza Cruz, ao lado de secretários e bancada federal

Foto: Assessoria

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, requereu ao ministro de Governo, general Souza Cruz, a liberação do Fundo de Apoio a Exportação (FEX), durante audiência no Palácio do Planalto, no fim da manhã desta quarta-feira (16).

Na reunião, o governador, que estava acompanhado da bancada federal e de quatro secretários de Estado, demonstrou a gravidade financeira pela qual o Estado se encontra.

Entre os fatos apresentados ao ministro está o atraso no pagamento de fornecedores e servidores públicos com restos a pagar na ordem de R$ 3,9 bilhões. 

“Mostramos o problema que o Estado está passando e que é extremamente importante essa liberação para que o Estado consiga honrar e cumprir com obrigações básicas junto aos seus fornecedores, para não prejudicar e não comprometer de maneira irreversível o fornecimento de produtos e serviços essenciais à população”, afirmou Mauro Mendes.

Em decorrência dessa situação, o governador também informou sobre a questão do governo decretar o estado de calamidade nas finanças públicas estaduais. “Ele compreendeu isso e disse que vai dar um tratamento de urgência e celeridade nesses assuntos”, destacou o governador, que avaliou a reunião como “produtiva”.

Outro assunto apresentado ao ministro foi à importância do término da obra da BR 163 para o escoamento da safra, por meio do Porto de Miritituba, no Estado do Pará. Também foi abordada outra obra importante para o Estado que é a conclusão do asfalto da BR 158, no trecho de reserva indígena.

Acompanharam a reunião o senador Jayme Campos; os deputados federais Victorio Galli, José Medeiros e Neri Geller; e os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Gilberto Figueiredo (Saúde), Cesar Miranda Lima (Desenvolvimento Econômico) e Rogério Gallo (Fazenda).

Situação financeira

Atualmente, o Estado de Mato Grosso tem em restos a pagar com fornecedores e servidores públicos no valor de R$ 3,9 bilhões. Entre os débitos estão serviços médicos e hospitalares, locação de viaturas e fornecimento de alimentação aos reeducandos.

O Estado, por falta de recurso financeiro parcelou o pagamento dos servidores públicos, do salário de dezembro, com quitação prevista para o dia 31 de janeiro, além de não conseguir adquirir novos produtos e serviços, como a compra de medicamentos.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Paiva Netto

Hiroshima

Em 6 de agosto de 2019, precisamente às 8h15, completam-se 74 anos do lançamento da bomba atômica sobre Hiroshima, depois foi a vez de Nagasaki, também no Japão. Data que jamais será varrida das...

 
 
 
 
Sitevip Internet