Notícias / Agronegócios

16/01/19 às 08:41

Começa nova etapa do projeto produção sustentável de bezerros em Mato Grosso

Só Notícias

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Começa nova etapa do projeto produção sustentável de bezerros em Mato Grosso

Foto: Assessoria

A equipe técnica do projeto produção sustentável de bezerros começou, ontem, nova etapa de diagnóstico nas fazendas que estão pré-cadastradas no programa com objetivo é oferecer aos produtores de carne de Mato Grosso ferramentas que permitam melhorar os resultados do segmento da cria nos aspectos, econômicos, ambientais e sociais e vai atender 300 propriedades que estão localizadas nos municípios de Gaúcha do Norte e Paranatinga, além de Ribeirão Cascalheira.

Ontem, a primeira cidade pólo a receber a equipe foi Paranatinga e hoje foi em Ribeirão Cascalheira. Em todas as cidades, os encontros serão realizados nas sedes dos sindicatos rurais local.

De acordo com consultor da Acrimat, Amado de Oliveira, a APPS- Associação dos Profissionais da Pecuária Sustentável-  vai coordenar o trabalho técnico, que também conta com a parceria da Empaer. Na sequência será dada a assistência e consultoria aos pecuaristas selecionados, para então dar início à produção dos bezerros nas propriedades. “O programa foi efetivamente lançado em setembro de 2018, quando tivemos um número expressivo de pré-cadastros nas três cidades. Feitos todos os encaminhamentos, agora partimos para a prática”, ressalta o consultor, através da assessoria.

Por meio do Projeto Produção Sustentável de Bezerros será oferecida capacitação com base em ações como diagnóstico da propriedade, análise das ferramentas tecnológicas a serem aplicadas, assessoria para regularização fundiária e ambiental, orientação para acesso às linhas de crédito, assistência técnica nas áreas de veterinária, zootecnia e gestão da propriedade, assistência técnica para recuperação de Áreas de Preservação Permanente, treinamento de ferramentas de gestão financeira, promoção da carne da região para o mercado interno e externo, entre outros. “Começaremos com a aplicação dos questionários no campo, é o diagnóstico para termos o perfil técnico de produção e ambiental. A visão da APPS sobre a atividade, de forma sustentável, é que ela precisa ser produtiva, respeitar o meio ambiente e a legislação e ser aceita socialmente aceito”, afirma Paulo Araripe, presidente da associação.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luis Cesar de Lara Pinto Filho

Água Boa em Primeiro Lugar

Servir é estar à disposição, é poder auxiliar, cuidar e ser prestativo. Só quem gosta e tem vontade de ajudar o próximo é capaz de exercer verdadeiramente a missão de servir ao...

 

Enquete

Qual a sua opinião sobre a grade de shows da 28ª Expovale ?

 
 
 
Sitevip Internet