Notícias / Policial

30/12/18 às 20:05

'Pedi misericórdia', diz mulher sequestrada pelo ex após assassinato do namorado

José Antônio de Assis atirou no namorado da ex-mulher na frente várias testemunhas em um posto de combustível, em Cuiabá. Em seguida, sequestrou a mulher, que estava com a vítima no carro.

Cínthya Rocha, TV Centro América

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
'Pedi misericórdia', diz mulher sequestrada pelo ex após assassinato do namorado

Larícia Melhorança Reyes, de 36 anos, sequestrada pelo ex-marido em Cuiabá

Foto: TVCA/Reprodução

Larícia Melhorança Reyes, de 36 anos, que foi sequestrada pelo ex-marido, nesse sábado (29), em Cuiabá, e libertada em Pontes e Lacerda, a 483 km da capital, contou, neste domingo (30), que, durante o tempo em que esteve sob o domínio do ex-marido, pedia para que ele tivesse misericórdia e a soltasse. José Antônio de Assis também é suspeito de atirar e matar o atual namorado dela.
 
O G1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito.
 
De acordo com o relato de Larícia, ela, o namorado, Roberto Lemos dos Santos, de 50 anos, e dois filhos dela, iriam para uma chácara em Acorizal, a 59 km de Cuiabá, e passaram em casa para alimentar os cachorros.
 
"Enquanto eu fui colocar comida, o Roberto e os meus filhos ficaram na conveniência do posto", disse.
 
Ao voltar e entrar no carro do namorado, ela percebeu que outro veículo estacionou ao lado, mas segundo ela, não imaginou que fosse o ex-marido, pois ele estaria vivendo em Vilhena (RO), com a família dele e com o filho, de 4 anos, fruto do relacionamento com Larícia.
 
"Ele desceu, sacou a arma e atirou. Me puxou pelo cabelo, me jogou dentro do carro e me algemou no freio de mão e saiu em direção a Cáceres e Pontes de Lacerda, dizendo que iria para Bolívia", contou.
 
Segundo Larícia, no percurso o ex-marido a agrediu várias vezes, com socos e tapas no rosto e na cabeça. Ele também a agrediu verbalmente com xingamentos e ameaças.
 
"Eu pedi misericórdia e para que ele me deixasse na rodovia mesmo, mas ele dizia que precisava de mim como escudo para chegar onde queria", relatou.
 
A vítima conta que ao chegar em Pontes e Lacerda, a 483 km da capital, o ex ligou para a família dele que deu suporte para a fuga.

"Um amigo dela já tinha ligado para avisar que a polícia estava atrás dele e que havia barreiras, então a irmã dele foi buscá-lo, enquanto uma sobrinha me levou para casa o irmão dele, que me deixou na estrada", afirmou ela.

 
Após ser deixada, Larícia conta que correu até as margens da BR-070 e pegou carona até a Polícia Federal (PF). Ao relatar o que havia ocorrido, foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil, onde prestou esclarecimentos e esperou que a família fosse buscá-la.
 
Larícia chegou a Cuiabá, neste domingo e deve prestar depoimento na quarta-feira (2).
 
O sequestro
 
Em imagens gravadas pelas câmeras do circuito interno de segurança do posto de combustível, onde o sequestro ocorreu, é possível ver quando um carro preto estaciona ao lado do carro em que está Larícia, o namorado e os filhos dela. Um homem desce do carro atira e puxa a mulher.
 
Ele empurra a mulher para dentro do carro preto, atira outras vezes, entrar no carro e sai.

Ver o vídeo abaixo
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Luiz Tejon Megido

Santiago do Norte rumo a uma agrossociedade

Ao registrarmos histórias reais como a de Santiago do Norte, cidade localizada no norte de Mato Grosso, ficamos muito entusiasmados e tomados pelo que o genial autor Ariano Suassuna disse: “O otimista é um tolo. O pessimista, um...

 
 
 
 
Sitevip Internet