Notícias / Meio Ambiente

22/12/18 às 10:32

Parceria entre ISA, ARSX e proprietários rurais promove restauração de 156 ha em 2018 na região do Xingu

Expectativa é de que mais de meio milhão de árvores nasçam com o trabalho realizado

Tatiane Ribeiro, ISA

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Parceria entre ISA, ARSX e proprietários rurais promove restauração de 156 ha em 2018 na região do Xingu

Foto: Tatiane Ribeiro, ISA

Assim como as práticas agrícolas, plantar floresta exige a combinação de elementos fundamentais como as condições climáticas e o efetivo humano. Com a antecipação das chuvas na região do Xingu o plantio em 2018 das áreas a serem restauradas sofreu alterações na agenda em relação aos anos anteriores. ¨Esse ano começou a chover no mês de outubro e tivemos algumas dificuldades por conta do volume maior de água, o que estendeu mais a nossa agenda¨, explica Guilherme Pompiano, técnico em restauração florestal do Instituto Socioambiental (ISA).


Ao todo, o ISA utilizou 108 espécies para a composição das muvucas em 2018. Foto: Tatiane Ribeiro

Só com a produção da Associação Rede de Sementes do Xingu (ARSX), o ISA plantou 156 hectares de áreas com muvuca nos municípios  de Canarana, Água Boa, Querência, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia (MT). Ao todo foram cerca de 14 toneladas de sementes de 108 espécies diferentes implantadas nas fazendas e assentamentos rurais da região.

As ações fazem parte do projeto Amazônia Live, do Rock in Rio, que entre 2016 e 2017 plantou mais de um milhão de árvores no bioma Amazônia. Em 2018 o projeto continua em vigor via parceria com o Fundo Brasileiro para Diversidade (Funbio) e a organização Conservação Internacional (CI) e deve gerar como resultado mais de meio milhão de novas árvores.

Parcerias que funcionam



O ISA fornece as sementes e o acompanhamento técnico para as fazendas interessadas em restaurar as áreas. Em contrapartida o proprietário precisa disponibilizar o maquinário e pessoal disponível para ajudar no trabalho de misturar as sementes e plantar. ¨Tudo começa no início do ano quando fazemos o diagnóstico e medimos o tamanho das Áreas de Proteção Permanente (APPs) que serão restauradas. Em seguida em cada fazenda é preciso que façam o preparo da terra para controlar o capim e também descompactar o solo onde será plantado a muvuca¨, explica Guilherme.

A muvuca não é igual para todos os plantios. Lara Aranha da Costa, técnica em restauração do ISA, explica que para cada área é feita uma lista de sementes diferentes conforme o diagnóstico e essa composição é o que determina o valor da muvuca por hectare. ¨Cada semente tem valor variado e por isso o preço final muda. Esse ano o valor médio do custo da muvuca por hectare foi de R$ 2.259,42¨, conta.


José de Arimatéria trabalha na fazenda e apoia a implantação da muvuca para ter mais árvores entre as lavouras. Foto: Tatiane Ribeiro


Paulo Bezerra Sobrinho, gerente da fazenda Rio Fontoura, do Grupo Rocheto, localizada em São Félix do Araguaia, considera importante a continuação de parcerias como essa para a restauração das APPs das fazendas. ¨Há três anos plantamos muvuca aqui e percebemos que realmente é eficiente para formação das florestas. No começo os funcionários não entendiam muito bem mas hoje todos vêem os benefícios¨, comenta.
 

Entre os maquinários para o plantio da muvuca está o lancer duplo de arrasto. Foto: Tatiane Ribeiro

 
Em dezembro a fazenda implantou mais 13 hectares, totalizando 34 hectares já plantados durante toda a parceria.  ¨Foram quatro áreas entre os plantios de soja dentro da fazenda. Esse foi o nosso último trabalho do ano. Tivemos que esperar passar os dias mais chuvosos para finalizar o trabalho e assim finalizar as atividades¨,  diz Júnior Micolino, técnico em restauração do ISA.

José de Arimateia, um dos operadores de máquinas que trabalha há 9 anos na fazenda, acompanha a implantação das áreas desde 2016 e comenta que considera o trabalho como muito importante. ¨Eu apoio totalmente porque recupera a natureza e a gente que mora aqui sente falta disso, o espaço da lavoura é muito grande¨, diz.

Produção e demanda de sementes

As sementes que servem de insumo para esses plantios vem do trabalho dos 568 coletores da ARSX que desde de janeiro começam a se organizar para entregar os pedidos ao longo do ano. ¨Há árvores que produzem sementes no primeiro semestre e por isso no início do ano já é preciso coletar se não se perdem¨, explica Claudia Araújo, diretora da ARSX.


Após lançar as sementes é realizada a incorporação com o solo por meio da grade intermediária usando a regulagem de pneu. Foto: Junior Micolino

Em 2018 a rede comercializou 20 toneladas de sementes repassando para os coletores um total de R$ 482 mil. Além do ISA, a ARSX conta com clientes como a Brasil PCH, World Wide Fund for Nature (WWF), Natura, Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT-campus Confresa) e Comissão Pastoral da Terra (CPT), Associação de Educação e Assistência Social Nossa Senhora da Assunção (ANSA) entre outros. Só esse ano as sementes vendidas foram direcionadas para restaurar mais de 400 hectares.

¨Todos os anos temos a expectativa de que melhore a demanda, como no ano passado em que batemos o recorde em venda de sementes nesses dez anos de existência da rede. Mas isso depende muito da conjuntura política ambiental¨, diz Claudia.



A produção das sementes é realizada pelos 568 coletores da ARSX. Foto: Tatiane Ribeiro
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Rafael Govari

A diferença entre plantar soja no Mato Grosso e no Sul

Acompanhamos as notícias que vem de Cuiabá e informam sobre aumento da carga tributária para os agricultores. O governo quer com isso equalizar as contas públicas, que há anos não fecham no azul e...

 

Enquete

Qual a sua opinião sobre a grade de shows da 29ª Expovale

 
 
 
Sitevip Internet