Notícias / Educação

03/07/15 às 21:45

Monitoramento da Seduc aponta suspeitas de alunos 'fantasmas'; Número chega a seis mil

Patrícia Neves

Olhar Direto

Imprimir Enviar para um amigo
Monitoramento efetuado pela Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc-MT) mostra que existem indícios de ‘alunos fantasmas’ no Estado.  O questionamento foi possível por meio de uma pesquisa já realizada em 120 unidades escolares das cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nova Xavantina, Água Boa, Juara,  Matupá e Confresa. Só em Cuiabá e  Várzea Grande são quase duas mil matrículas sob suspeita.

“Em 30 unidades serão requeridas a instauração de Procedimento Administrativo”, explica o secretário adjunto de Políticas Educacionais da Secretaria de Estado de Educação, Gilberto Fraga.

Segundo ele, em um dos casos monitorados, na cidade de Confresa onde há suspeita de dolo constatou-se que 400 alunos, de um total de mil matriculados, não estão comparecendo às aulas”, explicou.  Ele pondera que em razão das inconsistências apresentadas até o momento, a assessoria jurídica da Secretaria irá adotar as medidas cabíveis.

Diante das suspeitas quanto à inexistência de alunos, a Secretaria também irá acionar a Controladoria Geral do Estado, assim como Ministério Público Estadual e Federal.

Segundo Gilberto, o procedimento de monitoramento é uma rotina executada pelo órgão e todas as 750 unidades escolares serão submetidas ao procedimento.  No total, Mato Grosso possui cerca de 430 mil alunos matriculados.

Ele explica ainda que as matrículas dos alunos somente é confirmada no sistema da Seduc mediante a apresentação da documentação de cada aluno. Há casos diagnosticados em que houve a duplicação de um mesmo CPF, o que incide em uma duplicação. Ele reconhece que o sistema não emprega um filtro nesses casos. “Há ainda a possibilidade de que o aluno tenha sido enturmado de forma equivocada em duas turmas”.
O número de alunos nas unidades escolares define a lotação de professores, agentes e técnicos, bem como a destinação de recursos da verba de merenda escolar. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet