Notícias / Meio Ambiente

22/11/18 às 14:50

Mineradora divulga nota esclarecendo que tem licença para operar em Nova Xavantina

NX1

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Um vídeo feito por uma moradora da região do Córrego do Antártico no último domingo, 11, viralizou na internet e trouxe de volta a preocupação da comunidade em relação à atividade de extração de minérios (diamante) do maior afluente do Rio das Mortes no perímetro urbano de Nova Xavantina.

A filmagem com cerca de cinco minutos de duração mostra três pessoas construindo uma balsa, que serve de plataforma para mergulhadores garimparem o minério no fundo do córrego. No ato da gravação, houve uma pequena discussão entre os supostos funcionários de uma empresa de mineração que está pretendendo se instalar na cidade e a moradora.

Após o vídeo, a empresa se manifestou através de nota enviada ao NX1, confira:

"A empresa de mineração da cidade de Nova Xavantina, a 150 km de Barra do Garças, pediu que fosse feita uma explicação a sociedade da região sobre a informação de um possível garimpo irregular no município.

A direção informa que a mineradora é documentada e tem autorização para novos estudos. Inclusive tem a permissão para exploração mineral a ( PLG) PERMISSÃO DE LAVRA GARIMPEIRA.

Cujo licença foi emitida pelo DNPM Departamento Nacional de produção mineral e de Minas e Energia e (ANM) Agência Nacional de Produção Mineral. Que permite a lavra. Na notícia anterior informou somente as duas licenças da Sema.

Não existe "GARIMPO IRREGULAR", foi feita a montagem da balsa de acordo com a "Licença de Instalação" .

A empresa ressalta que já foi feita publicação no Diário Oficial da União ( DOU). Vale explicar que o vídeo que mostrou uma suposta balsa irregular num afluente de Nova Xavantina foi enviado por um leitor e noticiado na imprensa de Nova Xavantina. Todavia estamos fazendo a devida retratação solicitada pela empresa."


Matéria relacionada:

Nova Xavantina - Imagens mostram garimpeiros irregulares no Córrego do Antártico; Veja vídeo
Imprimir Enviar para um amigo
 
 

veja maisArtigos

Alfredo da Mota Menezes

Nascendo a agroindústria

Deve crescer no Estado as fábricas de etanol de milho, como ocorreu nos EUA Têm em operação 12 fábricas de etanol em Mato Grosso. Duas são de milho e três, chamada flex, com cana e milho. As outras...

 
 
 
 
Sitevip Internet