Notícias / Negócios

06/10/18 às 08:26

Vendas de veículos 0 km em Mato Grosso se destacam no cenário nacional

Marianna Peres, Diário de Cuiabá

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Vendas de  veículos 0 km em Mato Grosso se destacam no cenário nacional

Foto: Divulgação

As vendas de veículos zero quilômetro, em Mato Grosso, registram crescimento de 91,26% quando comparados os saldos de emplacamentos de setembro desse ano ante igual momento do ano passado. Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram a comercialização de 7.325 unidades contra 3.844. Setembro do ano passado teve um dos piores resultados dos últimos anos entre as concessionárias do Estado.

Enquanto as vendas quase que dobraram no Estado no mês passado, na média nacional aferida pela Fenabrave a expansão anual foi de 8,5%. O avanço local se deu especialmente pelas vendas de motos e de automóveis, que somaram 2.980 unidades e 2.612 unidades, respectivamente. Para totalização dos números, a entidade contabiliza a comercialização de veículos, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros. O segmento auto e comerciais leves e o de motos, representara em setembro 49,62%e 40,32% de todas as vendas do mês em Mato Grosso.

No acumulado dos nove primeiros meses de 2018 foram comercializadas 68.918 unidades, volume superior em 30,40% sobre o saldo de 52.852 do período de janeiro a setembro do ano passado. A expansão estadual ficou acima dos 12,64% observados no Brasil.

Apesar dos números positivos registrados pelas concessionárias de Mato Grosso, na avaliação mensal, setembro ante agosto, o saldo de vendas encolheu 19, 26%. Em agosto, o setor teve o melhor mês do ano com emplacamentos recordes de 9.106 unidades. Já setembro, mesmo 91% acima do mesmo mês do ano passado, teve saldo de 3.844 unidades, tornando-se o terceiro pior saldo do ano até aqui.

BRASIL - Para o Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a quantidade de dias úteis influenciou, significativamente, no comparativo entre agosto e setembro deste ano no saldo nacional. "Em setembro, o mercado sofreu reflexos negativos, causados pela menor quantidade de dias úteis. Contudo, é importante ressaltar que, na média diária, houve crescimento de 3,6%, nos emplacamentos de automóveis e comerciais leves. Além disso, diante do clima das eleições, naturalmente, o mercado entra em compasso de espera", enfatiza o presidente.

Em contrapartida, segundo Assumpção Júnior, os indicativos econômicos, como os índices de inadimplência, que estão nos melhores patamares desde 2011, e o crescimento, mês a mês, da confiança do consumidor, estão mantendo as expectativas positivas para o mercado neste ano.

Os dados, apresentados pela entidade, mostram que, de janeiro a setembro de 2018, foram emplacados 2.650.212, o que representa alta de 12,64%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Apenas em setembro, foram comercializadas 299.583 unidades, 8,5% acima do volume registrado em idêntico mês de 2017, quando foram vendidos 276.103 veículos. Entretanto, quando comparado com agosto, este volume representa queda de 14,99%, explicada pelos quatro dias úteis a menos (em setembro foram 19 dias, contra os 23 dias de agosto).

PROJEÇÕES PARA 2018 - Por conta do atual cenário econômico nacional, e do desempenho das vendas de veículos nos três primeiros trimestres, a Fenabrave revisou as projeções de vendas de veículos para 2018. Para os emplacamentos totais (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários), a entidade projeta, para este ano, alta de 12,4% sobre 2017, contra os 9,8% estimados anteriormente.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

A arte é única e o artesanato é repetição

Deus seria um artista ou um artesão? Qual composição musical pode ser chamada de artesanato ou arte? Qual trabalho em geral deve ser denominada arte e qual artesanato?   Como está a arte no Brasil? Num país...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet