Notícias / Negócios

10/09/18 às 20:51 / Atualizada: 10/09/18 às 21:13

Como é o mercado de crédito no Brasil?

Aline Matos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Como é o mercado de crédito no Brasil?

Foto: Divulgação

O mercado de crédito está em franca recuperação no país. A informação é do Banco Central do Brasil, que divulgou no último mês de março a expectativa para o crescimento: 3,5%, superando a expectativa do ano anterior, que era de 3%.

Entre os principais motivos do aumento estão o otimismo do mercado, a busca pelo crédito livre e a expansão das atividades econômicas. O estudo “Panorama do Mercado de Crédito”, realizado pela FEBRABAN com dados fornecidos pelo Banco Central do Brasil e divulgado em janeiro de 2018, mostra como anda o cenário em território nacional.

Fintechs direcionam novo comportamento do mercado

As chamadas fintechs - empresas de tecnologia direcionadas a simplificar os processos financeiros - certamente possuem uma parcela importante de participação neste contexto. Do empréstimo online às contas totalmente digitais e gratuitas, esse novo espaço para o movimento de consumidores impulsionou os números e ampliou as possibilidades.

Segundo o “Panorama do Mercado de Crédito”, o chamado crédito livre para pessoas físicas teve alta de 2,3% em 2017, em comparação ao ano anterior. Foram concedidos R$ 857,7 bilhões em crédito no ano de 2017, sendo que o crédito pessoal (consignado ou não) corresponde a 48% deste montante. 24% desse total refere-se ao uso do cartão de crédito, e o cheque especial fica com apenas uma fatia de 3%, demonstrando que o consumidor tem criado o hábito de buscar crédito a juros mais baixos do que o do cheque especial.

O relatório também indica que há uma melhora micro e macroeconômica, que se reflete na recuperação gradual das condições de crédito - seja na oferta ou na demanda pelo recurso, tanto por pessoas físicas quanto por empresas.

Dados de um recente estudo global da Accenture reforçam este novo cenário e indicam que o novo comportamento do consumidor alterou a visão dos bancos e instituições sobre os serviços bancários, que agora precisam seguir a rotina dinâmica e digital dos clientes e atender necessidades e anseios diferentes dos que se apresentavam anteriormente. Consequentemente, o mercado de crédito precisou acompanhar essas mudanças.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet