Notícias / Educação

10/08/18 às 17:21

Enem pode ganhar novo modelo ainda este ano, diz MEC

Nova proposta só entraria em vigor após 2020 e depende da aprovação da Base Nacional Comum Curricular

Débora Ramos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Enem pode ganhar novo modelo ainda este ano, diz MEC

Foto: Divulgação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um dos eventos mais aguardados do ano para os estudantes, já que ele é uma porta de entrada para universidades públicas e privadas. Neste ano, o exame pode ganhar um novo modelo – mas só seria aplicado após 2020.

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, no 2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, organizado pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) no dia 6 de agosto. O modelo depende da aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio, atualmente em discussão no Conselho Nacional de Educação.

 A nova BNCC, defendida pelo governo, define o conteúdo mínimo a ser ensinado nas escolas de todo o país. Uma possibilidade para o Enem é que haja modelos diferentes de provas para avaliar os itinerários formativos estabelecidos no novo ensino médio. O novo ensino médio sancionado no ano passado determina 1,8 mil horas para a base nacional comum curricular e o restante para formações específicas.

Com isso, os estudantes podem escolher se aprofundar em diversas áreas do conhecimento, como linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico. O ministro também defendeu novas práticas que não busquem apenas o sucesso dos estudantes no exame.
A nota do exame garante ao candidato a possibilidade de concorrer a uma vaga nas universidades públicas do país ou de conseguir um financiamento para cursar a graduação em uma instituição privada. A pontuação também pode ser usada para a obtenção de bolsas de estudos que oferecem descontos nas mensalidades, como é o caso da Bolsa Enem, do programa Enem Brasil.
 
Aprimoramento
 
No ano em que completa duas décadas de existência, o Enem trouxe algumas mudanças para os estudantes que farão a prova em 2018. Os candidatos terão cinco horas para realizar as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias – meia hora a mais do que nos anos anteriores.

 As provas acontecerão em dois domingos seguidos, e não mais em um único final de semana; agora, não é mais possível obter o certificado de conclusão do Ensino Médio, sendo necessária a realização de outra prova (Encceja); e, por fim, para obter isenção da taxa de inscrição, foi preciso não só se declarar de baixa renda, como também comprovar essa condição
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pandemia com clausura

Quando chegamos ao Planeta Terra encontramos dificuldades no convívio com pessoas que vamos encontrando pelo caminho. Interessante que não adianta nos mudarmos de bairro, cidade e até de estado, que vamos nos deparar com...

 
 
 
 
Sitevip Internet