Notícias / Esportes

22/09/15 às 07:30 / Atualizada: 22/09/15 às 07:44

Análise Nacional: CBV faz diagnóstico do vôlei brasileiro e MT é bem avaliada

A FMTV possui 2310 atletas federados e 70 entidades filiadas

Junior Martins / FMTV

Imprimir Enviar para um amigo
Análise Nacional: CBV faz diagnóstico do vôlei brasileiro e MT é bem avaliada

Renato D'avila (CBV) - em pé de camiseta preta

Foto: Junior Martins

O projeto de desenvolvimento intitulado “Voleibol Melhor”, criado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), com o objetivo de conhecer e expandir toda a malha estrutural da modalidade, passou, no último fim de semana, de 16 a 19.09, pelo Mato Grosso. Esse foi o décimo estado visitado, desde março deste ano, para se fazer um diagnóstico com três perspectivas: conhecer as estruturas das federações, a cadeia produtiva de cada estado e os eventos locais.

De acordo com o gerente de desenvolvimento da CBV, Renato D’avila, que assumiu a pasta em agosto de 2014, a ideia é coletar informações legítimas sobre o trabalho desenvolvido por todas as federações. E com base nesse diagnóstico ou raio x da modalidade de cada estado, traçar um plano de desenvolvimento para o vôlei. Segundo ele, essa atividade investigativa já passou pelas regiões Norte, e agora pelo Centro-Oeste e Distrito Federal. E segue para as demais regiões.

“Temos a missão de auxiliar no crescimento do esporte. Mas antes precisamos ter informações que possam compor um plano de ação com esse fim. Por isso estamos mapeando a estrutura de todo país. Para que com base nisso possamos identificar os principais problemas e ainda criar caminhos para solucioná-los. O Brasil é muito grande e as diferenças regionais são imensas. Por isso o diagnóstico é uma ferramenta fundamental para esse processo”, explica Renato.

Para Renato D’avila, apesar do diagnóstico não ter sido concluído, há um fator que deve ser detectado em todos os estados como responsável por travar os avanços da modalidade, a falta de recursos financeiros. Mas, ele destaca, que as soluções estão dentro de cada estado. Que os próprios estados têm que ter a consciência de que é preciso planejar o futuro. Juntar mais vezes, seja por via virtual ou física, as pessoas que tenham a motivação e interesse e planejar.

“Mato Grosso, por meio da Federação Mato-grossense de Vôlei (FMTV), têm papel atuante dentro da modalidade. É um estado que sempre está representado com equipes competitivas nos nossos campeonatos brasileiros de seleções de base. Já teve equipe de superliga. Já sediou diversos níveis de eventos da CBV, desde brasileiros até internacionais. Ou seja, é uma federação que está no caminho certo. Que consegue fazer as pessoas praticarem a modalidade. O que beneficia a sociedade”, pondera D’avila.
  • Análise Nacional: CBV faz diagnóstico do vôlei brasileiro e MT é bem avaliada
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Gilberto Figueiredo

Oficialização de Pazuello em Ministério garante continuidade de ações na Saúde

Foi com satisfação que recebi a notícia da permanência e oficialização de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde. O gestor, que antes atuava como interino, assumiu oficialmente a pasta na...

 
 
 
 
Sitevip Internet