Notícias / Aventuras

16/06/18 às 19:17

Brasil Central potencializa turismo na região Centro-Oeste

Projeto promovido pelo Sebrae, une Brasília (DF), Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul em roteiro de viagens para operadoras

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Brasil Central potencializa turismo na região Centro-Oeste

Foto: Assessoria

Com a proposta de potencializar o turismo da região Centro-Oeste, o projeto Brasil Central Turismo, promovido pelo Sebrae e trade da região Centro-Oeste, propõe ações coletivas para divulgar os principais destinos de Brasília – Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, gerando negócios e oportunidades para todo o segmento turístico.

Pantanal Mato-grossense, Chapada dos Guimarães e Nobres mostraram toda sua beleza e potencial para integrar o roteiro. Com foco no desenvolvimento, ampliação e diversificação da oferta de produtos e serviços, o Brasil Central Turismo busca, de forma integrada e inovadora, aperfeiçoar a capacidade dos empresários para aprender, inovar e adaptar seus processos e produtos a partir do uso de novas tecnologias e atuação sustentável.

No Brasil, o turismo responde por 3,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e é responsável por 7,3 milhões de empregos diretos e indiretos, de acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Em 2017, pelo menos 6,5 milhões de pessoas entraram no Brasil, segundo o Ministério do Turismo. O número significou um aumento de 12% em relação ao desempenho de cinco anos atrás.

“Percebemos que o turista tem feito seu próprio roteiro de viagem e o que temos levado aos empresários e operadoras, é que eles só vão conseguir permanecer no mercado se ofertarem experiências ao turista. Por isso acreditamos muito no resultado desse trabalho de integração, no sentido de melhorar a competitividade, o fluxo de turistas contribuindo para que as empresas participantes melhorem seus desempenhos”, avalia Marisbeth Gonçalves, gestora do Brasil Central no Sebrae MT.

Segundo Marisbeth, o projeto quer proporcionar que os destinos turísticos façam parte do marcado nacional e estejam alinhados com o próprio plano de marketing do Brasil no sentido de melhorar o índice de turista interno. “Temos grandes potenciais de mercado emissor. Aproximando desses dois Estados e Distrito Federal, acreditamos que haverá um melhor posicionamento do mercado consumidor final”, avalia.

Localizada na região de Nobres, aproximadamente 130 km de Cuiabá, a Estância da Mata, oferece aos seus clientes a experiência de viver muitas aventuras em um só lugar. Camping, tirolesa, flutuação, passeio de boia e comida caseira, são atrativos que contemplam quem busca aproveitar os dias de folga. O local faz parte do projeto Brasil Central e atua desde 2012 no segmento de turismo de aventura.

“Hoje 70% dos meus clientes são da região, os outros 40% vem de fora. Agora com o Brasil Central divulgando o Centro-Oeste, eu espero que fomente ainda mais o turismo na região e nós, microempreendedores, possamos crescer mais também. Costumo dizer que a criançada aqui fica emocionada, e os adultos voltam a ser crianças. É diversão para todas as idades”, descreveu Ademar Rodrigues dos Santos, proprietário da agência e pousada Estância da Mata.

Na avaliação do consultor de viagens, Gabriel Gonçalves, a região de Nobres e Bom Jardim têm potenciais para serem vendidos. “São destinos novos, que ainda não trabalhamos, mas que podem entrar no roteiro por terem muitas atrações. Porém, ainda falta um pouco mais de ofertas de restaurantes, bares, para que o cliente possa frequentar além dos atrativos de aventura”, avaliou.

Desafios a serem vencidos

Como grande parte dos problemas do Brasil, o turismo também sofre pela falta de políticas públicas. A falta atenção dos representantes no governo, prejudicam o crescimento do setor. Para o consultor estratégico de roteirização do Sebrae, Maicon Lorenci Dimbarre, em Mato Grosso não é diferente.

“Nós temos alguns destinos que merecem atenção do poder público. Com a ajuda do Sebrae, é possível desenvolver mais os atrativos, qualificar e capacitar. Chapada dos Guimarães, um destino consolidado, mas ainda enfrenta problemas pela falta da aplicação da Lei do Voucher Único, a cobrança sobre os atrativos e a falta de estruturas físicas boas. Quando você pensa em potencial comercial, em nível nacional e internacional, Chapada possui esse público, porém precisa aprimorar a gestão, com foco no turista”, avalia.

Para o técnico, o CityBus foi uma conquista para Cuiabá. A ferramenta é ótima para promoção do destino e comercialização turística, passando pela capital conhecendo a história, os principais pontos turísticos da cidade e depois seguindo para os próximos destinos.

“Cuiabá é um destino totalmente possível de integração. Integra-lo aos quatro outros destinos, possibilita uma diversidade de produtos, com atividades aquáticas em Nobres, Chapada com o ecoturismo, Poconé com a observação de animais, aventura e turismo náutico e a Capital com a história. É uma integração de quatro a cinco dias bem aproveitados”, conclui.

Com mais de 486 cachoeiras catalogadas, mais de 15 cavernas, restaurantes, pousadas e atrativos turísticos de tirar o fôlego, Chapada Dos Guimarães tem grande potencial turístico para ser vendido. Segundo a presidente do Conselho Municipal de Turismo, Sônia Bezerra. “É possível o turista ficar sete dias em Chapada e ter passeios garantidos, sem repetir os roteiros”, diz ela.

“Nós temos muito potencial para isso, porém há muito a ser feito. A partir do momento que nós conseguirmos fortalecer a cadeia do turismo no município, vamos conseguir potencializar o turismo rural, integrar o turismo de Bom Jardim, com o Pantanal, com Bonito, Goiás, e demais cidades”, ponderou.

Para ela, os empresários estão mais fortes e unidos, participativos e atentos ao mercado turístico. “Eles sabem que é importante participar e interagir dessa integração do turismo para fortalecer o município e vendê-lo. Porém, é preciso que seja feita de forma profissional, legal, organizada e na formalidade”.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Virginia Mendes

O amor de mãe

Antes mesmo que eu recebesse a benção de ser mãe de três filhos eu ouvia outras mães e até mesmo a minha mãe me falando que o amor de mãe é algo sem medidas. Hoje posso afirmar e garantir...

 
 
 
 
Sitevip Internet