Notícias / Meio Ambiente

14/05/18 às 19:39 / Atualizada: 14/05/18 às 19:45

Sema apreende 100 kg de pescado irregular no rio Teles Pires

Hannah Marques | Sema-MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Sema apreende 100 kg de pescado irregular no rio Teles Pires

Foto: Divulgação

Uma operação especial de fiscalização no Rio Teles Pires, próxima a barragem da usina hidrelétrica de Sinop (a 503 Km de Cuiabá), terminou com a apreensão de aproximadamente 100 Kg de pescado irregular.  A ação foi realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em conjunto com a Diretoria de Unidade Desconcentrada de Sinop (DUD Sinop), Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) e o 11° Batalhão de Polícia Militar de Sinop.

O procedimento ocorreu neste domingo (13.05) e capturou peixes das seguintes espécies: Pintado, Corvina, Tucunaré, Trairão, Curimbatás, Cachorra e Matrinchã, que foram doados para a Instituição Filantrópica Lar dos Vicentinos, em Sinop.  Além do pescado apreendido, os fiscais também confiscaram quatro barcos com motores de popa e diversas varas com molinetes e carretilhas com caixas de pesca.

Conforme o coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Júlio Reiners, os envolvidos estavam sem a carteirinha de pescador e estavam fazendo a pesca predatória em local proibido. “É ilegal a captura de peixes fora da medida permitida por lei e também a captura nas proximidades de usinas hidrelétricas”, informa.

As duas pessoas pegas praticando a pesca ilegal, foram encaminhadas para a Polícia Civil e devem responder por crime ambiental.  A multa aplicada foi de R$ 11.994,00.  
  
Regras da pesca

Embora esteja fora do período de defeso da piracema estadual, os pescadores profissionais e amadores precisam seguir algumas regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009. Ela estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838/ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet