Notícias / Meio Ambiente

26/03/18 às 15:06

2ª safra tem perspectiva de ser cheia

Amanda Sampaio

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
2ª safra tem perspectiva de ser cheia

Foto: Clima Tempo

As áreas de instabilidade ganharam força pelas regiões produtoras de Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, o que ajudou a formar nuvens carregadas e chuva generalizada. Com isso, o nível de umidade do solo subiu, garantindo melhores condições ao desenvolvimento da 2ª safra do milho, algodão e feijão.
 
Na parte Sul do Brasil, também houve registro de chuva, que proporcionou boas condições para as culturas. Os volumes foram superiores a 25 mm. Mesmo que tenha atrapalhado a finalização da colheita de soja, a chuva não causou grandes problemas na maior parte do país. A exceção foi alguns registros de chuva forte acompanhada de rajadas intensas de vento, que causaram sérios prejuízos na região central do Mato Grosso.
 
Previsão para as áreas produtoras
Nesta segunda-feira (26) o tempo fica instável em grande parte da Região Centro-Oeste e Norte do país, principalmente nas áreas produtoras do Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo. O Estado de Minas Gerais deve ter um tempo mais firme, com previsões para eventuais pancadas de chuva localizadas na faixa sudoeste e do triângulo mineiro.
 
A partir de terça-feira (27), as áreas de instabilidade perdem força e o tempo volta a ficar mais firme em grande parte do país. Ainda assim, pode vir a ocorrer pancadas de chuva em Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Rondônia.
 
Por causa da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), há previsão de pancadas de chuva, também, sobre a faixa sul e leste do Pará, Tocantins e Maranhão. Nas outras áreas ao norte do país, o tempo permanece aberto e sem previsões de chuva.

Final de março

No final desta última semana de março, novas áreas de instabilidade avançam sobre o Brasil e deixam o tempo instável, com possibilidade de pancadas de chuva em todo o país. Deste modo, as condições ao desenvolvimento das lavouras continuarão satisfatórias. No entanto, em algumas microrregiões a ausência de chuva frequente, por conta do forte calor, preocupa os produtores. Ainda é cedo para fazer qualquer tipo de avaliação de perda de produtividade em lavouras de 2ª safra, já que a perspectiva é de que ela ainda seja cheia.




Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

A arte é única e o artesanato é repetição

Deus seria um artista ou um artesão? Qual composição musical pode ser chamada de artesanato ou arte? Qual trabalho em geral deve ser denominada arte e qual artesanato?   Como está a arte no Brasil? Num país...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet