Notícias / Educação

15/03/18 às 17:55

Ministro da Educação libera R$ 8,5 milhões e garante retomada da obra do Câmpus de Várzea Grande

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Ministro da Educação libera R$ 8,5 milhões e garante retomada da obra do Câmpus de Várzea Grande

Foto: Assessoria

Em solenidade realizada na manhã desta quinta-feira (15), o ministro da Educação, Mendonça Filho liberou R$ 8,5 milhões para a retomada das obras e estruturação do Câmpus de Várzea Grande da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Com o recurso, a Universidade poderá realizar novo processo de licitação e retomar a obra, que atualmente se encontra paralisada.

“Conseguimos uma agenda em Brasília no MEC e naquela reunião o secretário Jayme Campos e o ministro Mendonça Filho assumiram o compromisso com a retomada desta obra. E em tempo recorde, somente uma semana depois, contamos com a presença do ministro em nosso Câmpus”, apontou a reitora, professora Myrian Serra, em seu discurso. “Espero que em breve possamos retornar todos para um momento especial e muito importante que será a inauguração do Câmpus de Várzea Grande”, acrescentou.

Em coletiva, a reitora reforçou que a UFMT continuará em busca de mais verbas. “Estamos com quase 90% do espaço concluído e continuaremos em busca de recursos para concluir o mais rápido possível”, afirmou.

Mais investimentos

Em sua fala, o ministro Mendonça Filho ressaltou que a paralisação da obra foi causada por dois motivos: falta de recursos e a falência da empresa responsável pelo serviço. “A reitoria cuidará para que a nova licitação seja feita e não faltarão recursos. Os R$ 5,5 milhões já estão disponíveis para a UFMT”, afirmou. “Não houve tempo de assinar uma autorização suplementar, mas gostaria de anunciar mais R$ 3 milhões. A UFMT poderá contar com R$ 8,5 milhões para que essa obra possa prosseguir ao longo deste exercício e ser entregue à comunidade acadêmica”, completou.

Questionado em coletiva sobre o valor repassado e o restante para a conclusão da obra, o ministro explicou que dentro do orçamento do MEC há mais de R$ 300 milhões para execução de obras em todo o país. “Uma obra dessa importância será atendida do ponto de vista de sequência de liberação ao longo do exercício”, disse.

“Para terminar esta estrutura é necessário em torno de R$ 14 milhões. Com o recurso liberado agora, podemos fazer uma nova licitação”, finalizou o pró-reitor do Câmpus de Várzea Grande, professor Mauro Lúcio Naves de Oliveira.

Com a obra Iniciada em 2012, o Câmpus de Várzea Grande abrigará, em um primeiro momento, os cursos de Engenharia Química, Engenharia de Transporte, Engenharia de Minas, Engenharia de Computação e Engenharia de Automação e Controle. A unidade contará com 44 salas de aula, 24 laboratórios, Restaurante Universitário, Biblioteca e 4 auditórios que, juntos, atenderão a 3.320 estudantes por turno.

Também participaram da solenidade representantes da Administração Superior, o vice-governador, Carlos Fávaro, e secretários de Estado; a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, o secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, Jayme Campos, vereadores e secretários de Várzea Grande; e deputados federais e estaduais.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet