Notícias / Agronegócios

01/03/18 às 07:30

'Acrimat em Ação' mobiliza 1,076 mil produtores em sete municípios de MT

Rota 1 encerrou o ciclo de palestras nessa terça-feira, 27

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
'Acrimat em Ação' mobiliza 1,076 mil produtores em sete municípios de MT

'Acrimat em Ação' mobiliza 1,076 mil produtores em sete municípios de MT

Foto: Assessoria

Mais de mil produtores rurais das regiões do Pantanal e do Vale do Guaporé, no oeste mato-grossense, participaram da Rota 1 da 8ª edição do “Acrimat em Ação”. Realizado pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o projeto traz como tema central a agregação de valor à pecuária de corte e as ferramentas existentes para melhorar a produtividade da fazenda e a qualidade da carne produzida.

Nesta primeira etapa do “Acrimat em Ação”, que passará por todas as regiões produtoras do Estado em cinco rotas, foram realizadas palestras e reuniões nos municípios de Poconé, Rio Branco, São José dos Quatro marcos, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Porto Esperidião, Cáceres e Araputanga. Ao todo, 1.076 produtores participaram do evento na região que representa 15% do rebanho mato-grossense, totalizando 30 milhões de animais.

O vice-presidente da Acrimat e pecuarista da região oeste, Amarildo Merotti, destaca a importância do projeto para auxiliar os produtores que buscam melhorar os resultados da atividade e também para que a entidade tenha conhecimento das demandas da pecuária de corte. “Com a apresentação abordamos que não produzimos só boi, mas carne, e como podemos agregar valor e qualidade para concorrer com as opções existentes no mercado. Além disso, podemos ouvir dos produtores como é possível dar suporte para viabilizar melhores condições para o setor”, explica Amarildo Merotti.

Este ano a palestra “Do prato ao pasto: agregação de valor à pecuária de corte” é apresentada pelo engenheiro agrônomo da Scot Consultoria, Marco Tulio Habib Silva. O tema traz aos produtores como todos os sistemas pecuários podem trabalhar para produzir carne de qualidade para o consumidor e assim melhorar os resultados de seu negócio. Da produção de bezerro à terminação de bovinos, em todas as etapas existem ferramentas e tecnologias capazes aumentar os índices produtivos e a qualidade da carne.

Na próxima semana, a partir de terça-feira, 6, o “Acrimat em Ação” inicia a Rota 2 e percorre mais sete municípios, passando por São José do Rio Claro, Sinop, Marcelândia, Tabaporã, Juara, Brasnorte e Barra do Bugres.

A realização do “Acrimat em Ação 2018” conta com alguns parceiros que estão presente no dia a dia do pecuarista, caso do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), que representam os produtores de todo o Estado e possibilitam a capacitação técnica do setor por meio de cursos e projetos tecnológicos. O Sicredi, cooperativa de crédito, possui linhas de créditos para o setor produtivo, incluindo a pecuária de corte, e apoia o projeto pelo terceiro ano consecutivo.

O “Acrimat em Ação 2018” ainda conta com a participação do grupo Trescinco e Ariel, que disponibiliza os veículos para percorrer os mais de 10 mil quilômetros, e da Scot Consultoria.

Rotas - Para atingir todas as regiões produtoras da pecuária mato-grossense, o “Acrimat em Ação 2018” foi dividido em cinco rotas que serão percorridas ao longo dos meses de fevereiro, março, abril, maio e com encerramento agendado para o início de junho.

Na Rota 1, a equipe composta por cerca de dez pessoas passou por Poconé, Rio Branco, São José dos Quatro Marcos, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Porto Esperidião, Cáceres e Araputanga.

A Rota 2 começa no dia 6 de março, com palestra em São José do Rio Claro, depois os eventos acontecem em Sinop, Marcelândia, Tabaporã, Juara, Brasnorte e Barra do Bugres.

Rota 3 passa por Guarantã do Norte, Colíder, Apiacás, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde e Alta Floresta.

A Rota 4 tem início em Barra do Garças, Água Boa, Cocalinho, Canarana, Ribeirão Cascalheira e Vila Rica.

A última, Rota 5, percorre o noroeste do Estado passando por Castanheira, Juína, Cotriguaçu, Colniza e Aripuanã. O projeto é encerrado em Rondonópolis no dia 04 de junho.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet