Notícias / Meio Ambiente

23/02/18 às 15:43 / Atualizada: 23/02/18 às 15:51

Unidades regionais da Sema terão auxílio de lanchas para fiscalização e monitoramento ambiental

Pela primeira vez, as unidades de Juína, Rondonópolis, Tangará da Serra, Cáceres, Barra do Garças, Confresa e Guarantã do Norte terão embarcações próprias

Fernanda Nazário | Sema-MT

Fotógrafo Cristiano Antonucci

Imprimir Enviar para um amigo
Unidades regionais da Sema terão auxílio de lanchas para fiscalização e monitoramento ambiental

Com auxílio de embarcações com motor mais potente, Sema terá mais agilidade e atuação no interior

Foto: Cristiano Antonucci

Após anos trabalhando com embarcações advindas de apreensões, sete unidades regionais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) receberam reforço e agora contam com novas lanchas com motor 40 HP para o atendimento às demandas de fiscalização e monitoramento ambiental. A entrega dos equipamentos foi realizada na tarde desta quinta-feira (22.02) na sede da secretaria, em Cuiabá. 

Receberam as lanchas as Diretorias de Unidades Desconcentradas da Sema de Juína, Rondonópolis, Tangará da Serra, Cáceres e Guarantã do Norte. As unidades de Barra do Garças e Confresa receberam as embarcações anteriormente. Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, André Baby, esse é mais um avanço da gestão ambiental que se mostra comprometida com a valorização do servidor, ao oferecer melhores condições de trabalho. Assim, a pasta tem mais poder de atuação e agilidade para cuidar do meio ambiente e suas especificidades como água, solo, ar, fauna e floresta.

“Uma das premissas do atual Governo é fazer com que os serviços ambientais cheguem a todo cidadão e estamos investindo nas regionais para isso acontecer. Com os novos equipamentos, teremos mais facilidade de locomoção”. O gestor explica que a aquisição foi possível graças ao empenho dos servidores, em especial da Superintendência de Atendimento, Desconcentração e Descentralização da Sema.  A meta é fazer uma gestão fluvial mais eficiente, seja ela de fiscalização ou de atendimentos as comunidades ribeirinhas. 


Regionalização


Feliz com a aquisição, o diretor da regional de Cáceres, Luís Sergio Nara, entende que a lancha será crucial na execução dos trabalhos, levando em consideração que a unidade atende 27 municípios, o que aumenta a demanda dos serviços. “Já contamos com a ajuda de quatro barcos antigos pequenos, fomos contemplados com duas novas caminhonetes L200 e agora com uma lancha que será importante para os trabalhos no Rio Paraguai e seus afluentes como o, Sepotuba, Jauru, Cabaçal e Guaporé, importantíssimos para a preservação do Pantanal”.

Tendo como principal demanda a fiscalização de pesca e licenciamento, a unidade de Juína, que atende oito municípios adjacentes, já vinha trabalhando com três barcos com motores, mas o diretor, Zulmar Curzel garante que a lancha irá reforçar as ações. Quem também acredita neste reforço é o analista de meio ambiente da regional de Guarantã do Norte, Rubens de Oliveira. “Atendemos oito municípios e realizamos trabalhos ao longo do Rio Teles Pires. Esse ganho vai fazer um diferencial para nós”. 

O superintendente de Atendimento, Desconcentração e Descentralização da Sema, Archimedes Pereira Lima Neto, explica que a proposta é fazer com que as diretorias regionais da secretaria atuem de forma sincronizada para realizar com afinco e qualidade o trabalho para a sociedade. As 14 embarcações com motor, sendo sete barcos e sete lanchas, foram adquiridas com recursos do Fundo Amazônia, somando um investimento de R$ 390 mil. A aquisição integra o plano de  fortalecimento regional e desconcentração das atividades da pasta que prevê um aporte de cerca de R$ 6 milhões para estruturação das unidades. 


Alinhamento dos trabalhos



Durante a manhã, os diretores das nove diretorias desconcentradas da Sema se reuniram com o secretariado da pasta. A proposta do encontro foi alinhar as ações em andamento na Secretaria, planejar as metas deste ano e ouvir as demandas das regionais.

Entre os planos de trabalho apresentados pelo secretário estão: Fortalecer as atividades da Sema no interior para que os municípios mais distantes de Cuiabá acessem determinados serviços ambientais localmente; Construção de novas estruturas prediais para quatro unidades e reforma/ampliação de uma e aquisição de material mobiliário.

“É importante que o cidadão do interior, que precisa de um serviço ambiental, encontre a resposta para sua demanda em uma de nossas unidades, assim os trabalhos ganham mais celeridade e eficiência”, avalia Baby.

Para o secretário executivo da Sema, o coronel da PM Cezar Gomes, as diretorias desconcentradas são elas responsáveis pelo atendimento na ponta. “Esse encontro serve para gente entender as necessidades e buscar maneiras de facilitar o serviço dos profissionais que atuam no interior, sem que haja descontinuidade do trabalho”, avalia.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Coisas de Preto

Cada povo tem seu dom, sua habilidade e no Brasil temos a riqueza de todas as cores de pele,tipos de cabelo, todas as culturas do mundo, diferentes etnias. E no meu ponto de vista, a maior riqueza da humanidade é a diversidade.  Mas...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet