Notícias / Concursos

16/02/18 às 14:39

Concurso STJ 2018 paga inicial de até R$ 14 mil

Débora Ramos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Concurso STJ 2018 paga inicial de até R$ 14 mil

Foto: Divulgação

Já pensou em trabalhar no Superior Tribunal de Justiça? O STJ e o STF são os órgãos judiciários mais importantes do país. Se você quer aproveitar essa oportunidade, pode se inscrever no concurso do STJ para os cargos de técnico e analista, além de formação de cadastro reserva.

A organização do certame fica a cargo do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), e as inscrições vão até as 18h do dia 19 de fevereiro (horário de Brasília). Para se inscrever, você deve acessar o site do Cebraspe. A taxa de inscrição para técnico judiciário é de R$ 70, e para analista judiciário, de R$ 85. Você deve efetuar o pagamento até o dia 22 de fevereiro.
 
Retificação
 
O órgão publicou, no Diário Oficial da União (DOU), retificação do edital para o concurso. As alterações foram nos pré-requisitos para analista judiciário nas áreas judiciária e oficial avaliador federal, além de dos conhecimentos específicos para analista na área administrativa. Para ambos os cargos é necessário ter diploma de direito, devidamente registrado em instituição de ensino validada pelo MEC. Para técnico judiciário, com apoio especializado em enfermagem, é necessário ter, além de curso técnico na área, registro no conselho de classe.

Os benefícios de participar desse concurso são inúmeros. Primeiro, o prestígio e o reconhecimento pessoal de trabalhar na maior instância judiciária do país; depois, o salário que, dependendo do cargo, pode chegar a R$ 14 mil. Isso sem contar nos demais benefícios, como estabilidade, auxílio-alimentação de R$ 899 (maior do que é pago no Poder Executivo), assistência pré-escolar, auxílio-transporte e jornada de trabalho de 35 horas.

O STJ também incentiva ostensivamente a capacitação dos servidores públicos. Quem se capacitar pode ampliar sua remuneração com o Adicional de Qualificação (AQ). Nele, a cada 120 horas em cursos, o funcionário pode ganhar um adicional de 1% sobre o vencimento, limitando-se a 3%. Pós-graduação, por sua vez, pode render 7,5%, 10% e 12,5% para especialização, mestrado e doutorado, respectivamente.
 
Seleção
 
A seleção é composta de provas objetivas e discursivas. A prova objetiva tem 120 questões e o candidato deve nota igual ou superior a 8 pontos na prova objetiva de conhecimentos básicos, nota igual ou superior a 24 pontos na prova objetiva de conhecimentos específicos e nota igual ou superior a 36 pontos no conjunto das duas provas.

 As disciplinas cobradas para o cargo de técnico judiciário na área administrativa são língua portuguesa, ética no serviço público, noções de sustentabilidade, direito das pessoas com deficiência, noções de direito constitucional, regimento interno, noções de direito administrativo, direito civil, direito processual civil, noções de administração geral e público e noções de administração financeira. Para analista judiciário na área judiciária são língua portuguesa, ética no serviço público, noções de sustentabilidade, direito das pessoas com deficiência, direito administrativo, constitucional, regimento interno, direito civil, direito processual civil, direito penal, direito processual penal, direito tributário, direito previdenciário.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet