Notícias / Educação

07/02/18 às 16:18

Número de universitários na América Latina quase dobra em uma década

Débora Ramos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Número de universitários na América Latina quase dobra em uma década

Foto: Divulgação

O desejo por estudar e conseguir um bom emprego motiva cada vez mais os jovens a ingressarem na universidade. Essa vontade é comprovada em números que informam um aumento na quantidade de universitários na América Latina.

De acordo com um novo relatório do Banco Mundial, o número de estudantes no ensino superior quase dobrou na última década no continente latino-americano. Mas a que se deve esse fato? Apenas o gosto pelo estudo? A vontade de ser um universitário? Veja a seguir.

O que os dados informam?

Ainda utilizando o mesmo levantamento como base, o percentual de pessoas entre 18 e 24 anos matriculadas em instituições do ensino superior subiu de 21% em 2000 para 40% em 2010.

Atualmente, são mais de 20 milhões de alunos matriculados nas mais de 10 mil universidades na região que compreende a América Latina e o Caribe.

Fatores que justificam esse aumento

Evidentemente, existem motivos para explicar esse aumento bem considerável – desde o crescimento na quantidade de universidades na região, a grande oferta de cursos na graduação a distância, até a facilidade de conseguir uma vaga. A seguir, listamos alguns fatores que justificam esse aumento. Confira:
  • Acesso à informação: com o avanço das tecnologias, da acessibilidade e da inclusão digital, cada vez mais as pessoas conseguem ter acesso à informação. Dessa forma, chegar a uma universidade não é mais um sonho distante para boa parcela da população, principalmente aquelas pessoas menos favorecidas economicamente.
  • Crescimento do número de universidades e vagas: há algum tempo, as vagas ofertadas nas universidades eram poucas, até mesmo porque não existiam muitas instituições de ensino. Além disso, para conseguir entrar, os processos seletivos eram complicados, e quem não tinha uma educação de base forte dificilmente se tornaria um universitário. Hoje, temos várias universidades e faculdades – públicas e privadas – que oferecem mais vagas, aumentando a possibilidade de pessoas ingressarem e favorecendo a democracia, fator que será mais bem explanado no próximo item. Isso fica evidente quando, de acordo com o relatório do Banco Mundial, notamos que a quantidade de instituições privadas forma 50% do mercado, número superior ao dos anos 2000, quando era de 43%.
  • Democracia nos processos: é fato que o acesso à universidade está sendo cada vez mais democrático. Isso porque temos cotas para estudantes de escolas públicas; programas que garantem bolsas de estudo em instituições como a Estácio, por exemplo; exames como o Enem, que praticamente unificou os processos seletivos das universidades no Brasil; programas de financiamento como o Fies; entre outras oportunidades que fazem com que o número de universitários aumente.
A quantidade de desistência entre os alunos que iniciam a sua jornada nas instituições de ensino superior na atualidade ainda é grande. Por diversos motivos, como o despreparo para o ritmo da universidade, muitas pessoas abandonam o curso. Ainda assim, tanto os alunos quanto as instituições vêm buscando evoluir para melhorar a sua qualidade e fazer com que o ensino superior forme profissionais mais qualificados.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet