Notícias / Política

04/01/18 às 23:24

Projeto de lei de iniciativa popular quer reduzir remuneração de vereadores de Cuiabá para 3 salários mínimos

Petição online busca colher mil assinaturas. Se a proposta for aprovada, cada vereador passará a receber mensalmente R$ 2.862 e não os atuais R$ 15 mil, mas valor deverá ser reajustado de acordo com o salário mínimo.

Pollyana Araújo, G1 MT

Edição AguaBoaNews, Clodoeste Pereira 'Kassu'

Imprimir Enviar para um amigo
Projeto de lei de iniciativa popular quer reduzir remuneração de vereadores de Cuiabá para 3 salários mínimos

Petição online está colhendo assinaturas

Foto: Reprodução

Um projeto de lei de iniciativa popular busca reduzir o salário dos vereadores de Cuiabá de R$ 15 mil para três salários mínimos. Há duas semanas, uma petição online está colhendo assinaturas de apoiadores para que a proposta seja levada adiante e encaminhada à Câmara de Vereadores de Cuiabá.
 
No projeto, o autor argumenta que político não é profissão.
 
"Todos os políticos se candidatam voluntariamente ao cargo, justificando ajudar o seu próximo e a sociedade de modo geral, e não para se auto beneficiar, como no caso dos altos salários, que são incompatíveis com a realidade da população em geral, além do 13º salário aprovado para 2018", diz a proposta assinada pelo presidente do Bairro Altos do Moinho, Sandro Augusto.
 
Atualmente, como consta no projeto, cada parlamentar da capital recebe, além dos R$ 15 mil de salário, mais R$ 9 mil de verba indenizatória, totalizando R$ 24 mil para cada um dos 25 vereadores.
Até a publicação desta reportagem, mais de 600 pessoas já haviam assinado o abaixo-assinado. A meta é colher mil assinaturas.
 
Conforme o projeto, com o acréscimo do 13º salário, aprovado pelos vereadores no mês passado, esse custo irá chegar a R$ 7,8 milhões ao ano.
 
Outro argumento, além do custo gerado aos cofres públicos, é a redução dos salários dos vereadores de outros municípios brasileiros.
 
Ele cita, como exemplo, Água Branca, na Paraíba, onde os vereadores passaram a receber um salário mínimo em janeiro de 2017. Também mencionou outras cidades como exemplo, entre elas Mauá da Serra, Santo Antônio da Platina e São Mateus do Sul, no Paraná. A remuneração dos vereadores desses municípios também foi reduzida para um salário mínimo.
 
"O próprio Ministério do Trabalho e Emprego divulga em seu site uma 'Listagem das Profissões Regulamentadas', que vai de administrador à zootecnista (são mais de 60 profissões) e no extenso rol também não se encontra nada parecido com 'política' ou 'agente político'", argumenta.
 
Quando atingir a meta, o abaixo-assinado será encaminhado ao presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Justino Malheiros (PV), e aos outros vereadores que compõem a Mesa Diretora.
 
Se a proposta for aprovada, cada vereador passará a receber R$ 2.862, considerando o salário mínimo de R$ 954, fixado pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB).
 
A remuneração prevista é cinco vezes menor que o salário pago atualmente aos parlamentares. Mas o valor deverá ser reajustado de acordo com o salário mínimo.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

São Luís em Dezembro

O sinos do Natal já podem ser ouvidos nos seus sons distantes Quando eu era menino e começava, em São Bento, a descobrir o mundo com suas belezas, a primeira coisa que me encantava era o campo verde, lindo tapete de capins:...

 
 
 
 
Sitevip Internet