Notícias / Internacional

04/01/18 às 09:04 / Atualizada: 04/01/18 às 09:14

Tempestade Eleonor causa fortes estragos na Europa

Cintia Moreira

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Diversos países da Europa foram atingidos, nesta semana, pela Tempestade Eleonor. Em alguns locais, a velocidade dos ventos chegou a 160 km/hora, o que causou inundações, falta de luz, atraso nos pousos e decolagens, fechamento de pontos turísticos, queda de árvores, entre outros prejuízos.

A França, por exemplo, emitiu um alerta laranja, que é aquele que fica abaixo apenas do alerta vermelho, o que quer dizer uma gravidade significativa para os moradores. Milhares de casas ficaram sem energia, as linhas de trem foram paradas, a Torre Eiffel teve que ser fechada por conta dos ventos que atingiram o pico do ponto turístico e mais de 2 mil homens estão trabalhando para minimizar os prejuízos causados. A prefeitura de Paris anunciou também que jardins, cemitérios e parques também ficaram fechados nesta quarta-feira (3). Segundo o jornal Le Monde, cerca de 200 mil imóveis estão sem energia elétrica. A meteorologista consultora do INMET, Ingrid Peixoto, conta um pouco mais sobre como esta tempestade afetou a França.

“Grande foi a quantidade de árvores, postes derrubados e construções destelhadas no oeste francês. O norte da França e a região parisiense foram os mais atingidos desde o início dessa manhã. Eleanor é a quarta tempestade a atingir a França desde o início de dezembro, após a formação das tempestades Ana, Bruno e Carmen.”

O Reino Unido também foi bastante castigado pela tempestade Eleonor e milhares de moradias ficaram sem o fornecimento de energia elétrica. Os ventos na Inglaterra, no País de Gales, no sul da Escócia e em grande parte da Irlanda do Norte, chegaram até 160 km/hora. Estradas foram fechadas, árvores foram derrubadas e linhas elétricas também foram danificadas. De acordo com a Agência do Meio Ambiente, há 60 alertas de inundações na Inglaterra, mais de 30 no País de Gales e mais de 10 na Escócia. A meteorologista consultora do INMET, Ingrid Peixoto, dá mais detalhes sobre essa tempestade.

“A segunda e mais intensa tempestade de inverno, oriunda da Irlanda, e por isso o nome irlandês, formou-se sobre o Oceano Atlântico, atingindo parte da Europa. Além da forte chuva, o sistema trouxe intensas rajadas de vento de até 160 km/hora, como o observado em Cimbria, noroeste de Londres, que naturalmente provocou a agitação mais acentuada também dos níveis do mar e a queda acentuada de temperatura.”

A previsão é de mais chuvas e mais ventos fortes para toda esta semana.

Ver vídeos:

 
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

-------------------------------------------------------------------------------------

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Evandro Carlos

Mauro Mendes, seu plano era “iludir”? Que pena, o meu era te fazer feliz!!!

A música Milu, do cantor mineiro Gustavo Lima, é um dos grandes hits da musica nacional da atualidade, nela o interprete conta a historia de alguém que vive iludido, lembrando que quem cai uma vez, cai três, mas que ele...

 
 
 
 
Sitevip Internet