Notícias / Policial

06/12/17 às 23:17

Jataí (GO) - Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro durante a fuga

Homem roubou o automóvel, mas o abandonou 400 metros depois porque ficou preso em uma vala. Motorista levou 18 facadas.

Paula Resende, G1 GO

Edição AguaBoaNews, Clodoeste Pereira 'Kassu'

Imprimir Enviar para um amigo
Jataí (GO) - Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro durante a fuga

Boné usado pelo suspeito antes do crime foi deixado no carro do taxista

Foto: TV Anhanguera/ Reprodução

O estoquista Jefferson Ferreira Vasconcelos, de 30 anos, foi preso suspeito de matar o taxista Iclorio Ferreira Franco, de 70, em Jataí, no sudoeste goiano. Segundo a Polícia Civil, o homem foi identificado porque esqueceu os documentos no carro da vítima. O suspeito roubou o veículo, mas o abandonou a cerca de 400 metros do local do crime porque ficou preso em uma vala.
 
“Depois de praticar o crime, ele tirou o taxista morto do carro e saiu. O autor tombou o carro, que ficou preso numa vala, e saiu desesperado. Deixou os documentos e um boné dele dentro do carro e fugiu a pé”, disse o delegado responsável pelo caso, Adelson Candeo Júnior.
 
Taxista Iclorio Ferreira Franco foi morto com 18 facadas na zona rural de Jataí (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)
Taxista Iclorio Ferreira Franco foi morto com 18 facadas na zona rural de Jataí (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)
 
A Polícia Civil informou que Vasconcelos contratou Franco para levá-lo a um assentamento rural, que fica a cerca de 2 km da cidade. Antes de chegar ao destino, o cliente esfaqueou o motorista em uma estrada rural.
 
Após o acidente com o veículo, Vasconcelos entrou na mata e fugiu a pé. O delegado informou que, posteriormente, o autor do homicídio foi a uma fazenda que já havia trabalhado, furtou um carro e percorreu cerca de 90 km até Rio Verde, onde foi preso pela Polícia Militar nesta terça-feira (6).
 
Confissão
 
Ao ser detido, o estoquista disse que pretendia apenas assaltar o taxista porque tinha uma dívida de drogas e estava sendo ameaçado de morte. Porém, acabou matando Franco.
 
“Ele disse que anunciou o assalto, o taxista segurou na camisa dele e disse para ele não fazer aquilo, os dois acabaram entrando em luta corporal. Ele ficou com raiva da reação do taxista e o esfaqueou. Foram 18 facadas”, explicou o delegado.
 
Vasconcelos está preso na Unidade Prisional de Jataí. Júnior afirmou que ele será indiciado pelo latrocínio do taxista, ou seja, roubo seguido de morte, e pelo crime de furto qualificado por ter levado o carro da fazenda.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Rosildo Barcellos

Pequenas reflexões sobre Biodireito e Bioética

Certamente que todos os dias cada um de nós enfrenta um leão para sobreviver.  Mas cada família neste país tem o “seu” problema para resolver e esta época de natal sempre nos torna mais...

 
 
 
 
Sitevip Internet