Notícias / Internacional

21/11/17 às 21:12

Brasileira sumida na Bélgica é localizada em hospital com lapso memorial

Emília é de Barra do Garças e reside há doze anos na Europa. Ela saiu para ir num banco e desapareceu no início do mês passado. Família pediu ajuda da Embaixada Brasileira na Bélgica

Ronaldo Couto, Araguaia Noticia

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Brasileira sumida na Bélgica é localizada em hospital com lapso memorial

Foto: Arquivo pessoal

A brasileira, Emília Rosa Vilarinho, 55 anos, que estava desaparecida há quase um mês na Belgica finalmente foi localizada nesta terça-feira (21/11). Ela está internada num hospital psiquiátrico na cidade de Monzi. A filha, Nara Vilarinho, falou por telefone com a mãe agora à tarde em que Emilia disse que está bem porém não se lembra como chegou no hospital.

Um repórter da Bélgica, que viu a reportagem do site Araguaia Notícia e se interessou pelo caso, ajudou a família a localizar a brasileira que está internada há 17 dias. A brasileira chegou machucada, bastante suja e sem documentos na clinica.

Emília é mais um dos brasileiros que saem do país na expectativa de mudarem de vida em outro país. Na Bélgica, ela trabalhou como doméstica e depois se casou com um belga com quem morou por dez anos. Todavia, o relacionamento acabou segundo a filha de uma forma turbulenta em que a brasileira reclama de violência e até mesmo ameaças do ex-marido.

“Nós estamos feliz porque ela apareceu e está bem. Eu peço agora a ajuda da população porque eu quero ir para Belgica ajudar a minha mãe que está no hospital", disse. Nara agradeceu as orações e apoio que recebeu de vários brasileiros principalmente da região de Barra do Garças.

A família Vilarinho é muito conhecida na cidade cujo irmã da Emília, é o empresário Rosivaldo conhecido como Neguinho proprietário do Rei do Açai e Vilarinhos Grill.

No início do mês passado, Emília saiu de casa dizendo que iria buscar um dinheiro no banco e não foi mais vista. A aflição da família aumentou porque ela se queixava de ameaças do ex-marido. A barra-garcense foi levada para Europa por uma amiga que reside também na Bélgica. Hoje são centenas de moradores de Barra do Garças que lutam pela sobrevivência na Europa, Estados Unidos e Canadá. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

João Spenthof

Cooperativismo de crédito: trabalhar para transformar

Cooperar é uma palavra que tem várias definições. Uma delas é operar em conjunto, é – o que podemos dizer – ser coautor(a) de uma mesma obra. Esses “coautores” são chamados de...

 
 
 
 
Sitevip Internet