Notícias / Policial

13/11/17 às 11:39

Caso Piscina - Juiz solta homem preso por matar ladrão

G1/MT

Edição AguaBoaNews, Clodoeste Pereira 'Kassu'

Imprimir Enviar para um amigo
Caso Piscina - Juiz solta homem preso por matar ladrão

Foto: Divulgação

O morador que foi preso ao reagir a um assalto na casa dele e matar um ladrão, no final de semana em Poconé, a 104 km de Cuiabá, foi solto neste domingo (12) após passar por audiência de custódia em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Wagner Wilton do Carmo tem 38 anos e atua como comerciante. Ele atirou no assaltante, que ainda tentou fugir e morreu depois de cair na piscina da casa.

Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o juiz José Luís Leite Lindote, da comarca de Várzea Grande, concedeu liberdade ao morador. O magistrado não estabeleceu nenhuma medida restritiva ao comerciante.

No entanto, ainda de acordo com o TJMT, o morador pode responder pelo crime de assassinado, dependendo do ponto de vista do Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso.

O caso

Wagner reagiu durante uma tentativa de assalto e matou um ladrão na manhã de sábado (11). Ele ficou preso na delegacia da Polícia Civil. Ao delegado plantonista, ele afirmou que agiu em legítima defesa. O morador contou que estava dormindo e ouviu a mulher gritando, alertando-o sobre o assalto.

Inicialmente o morador havia sido conduzido para a delegacia onde daria esclarecimentos sobre o caso. No entanto, o delegado, apesar de reconhecer a legítima defesa, optou por autuar o morador pelo crime de homicídio e encaminhá-lo para audiência de custódia.

O assaltante foi identificado como Patrick de Oliveira, de 19 anos. Ele seria morador do Bairro São Mateus, em Várzea Grande, região metropolitana da capital.

Os dois homens entraram na casa e foram vistos pela mulher do morador, que já tinha acordado. Eles aproveitaram que o portão da residência estava aberto e invadiram o local. A mulher viu os dois ladrões e gritou alertando o marido sobre o assalto. Conforme a Polícia Civil, o marido estava no quarto, acordou, pegou um revólver calibre 38 e enfrentou um dos assaltantes.

O assaltante que estava armado foi baleado no coração, cambaleou por alguns metros e caiu na piscina, no quintal da residência. O outro assaltante, ao ver a reação do morador e depois de ouvir o disparo, fugiu e não foi encontrado pela polícia.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por cristiano, em 14/11/17 às 08:23

    ao menos um Juiz nesse pais tem bom senso. parabens

 
 

veja maisArtigos

Marcelo Duarte

Ferrovia como fator de competitividade

Cadeias produtivas dos mais diversos setores precisam operar sistemas logísticos eficientes para competir no mercado global e nacional. Na maioria das vezes, a disponibilização da infraestrutura de transportes, papel do Estado...

 
 
 
 
Sitevip Internet