Notícias / Negócios

24/10/17 às 18:24

Saiba mais sobre leilões e as diferenças entre cada modalidade existente no mercado

Marina Fernandez

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Saiba mais sobre leilões e as diferenças entre cada modalidade existente no mercado

Foto: Divulgação

Ainda pouco conhecido pelo consumidor comum, o mercado de leilões tem se mostrado um ótimo negócio, especialmente para a compra e venda de veículos e imóveis.

Geralmente associados a litígios judiciais, os leilões não parecem, à primeira vista, uma opção de compra e venda acessível e rápida para o vendedor e o consumidor comuns no Brasil. Porém, esse cenário vem mudando ao longo dos últimos anos, graças ao desenvolvimento de ações para a popularização desse tipo de negócio.

Embora parte dos leilões seja de tipo judicial, referindo-se a bens retirados pelo Poder Judiciário de um devedor para a quitação a um credor, é crescente o mercado de leilões extrajudiciais. Essa última modalidade refere-se a bens fornecidos, em lotes, principalmente, por empresas, bancos, seguradoras e consórcios. Esses bens, assim como aqueles provenientes de mandados judiciais, são colocados sob responsabilidade de um leiloeiro que deve realizar a venda.

As diferentes modalidades de leilões não dizem muito sobre a qualidade dos bens envolvidos. Os especialistas consideram, inclusive, que em ambos os casos as oportunidades são boas. Nos casos judiciais, as casas e os carros retomados pela Justiça encontram-se, na maioria das vezes, em uso e, portanto, em perfeitas condições. E, nos casos extrajudiciais, os bens também podem ser excelentes, a depender da procedência e do tipo de negociação.

 Em um leilão, a venda inicia com a atribuição de um valor mínimo ao produto pelo leiloeiro. Após essa atribuição e o estabelecimento das condições de venda do leilão, passam a ser recebidos, durante um determinado período de tempo, lances virtuais ou presenciais daqueles que pretendem comprar o produto leiloado. E, ao final, a venda é realizada junto àquele que lograr ofertar o lance mais alto. O lance mais alto é chamado de arremate.

De maneira geral, os produtos e bens leiloados encontram-se abaixo do preço de mercado, constituindo-se, a princípio, um bom negócio para o consumidor. Porém, para ser bem-sucedido nesse novo mercado, é preciso cautela. Para os iniciantes, orienta-se que participem de leilões a princípio como ouvintes, para a compreensão de seu funcionamento antes da primeira tentativa de compra. Também é necessário conhecer muito bem as condições de venda do leilão e os gastos previstos com a comissão do leiloeiro e com as despesas administrativas envolvidas nesse tipo de negócio. Outra precaução a ser tomada, principalmente no caso de bens de valor elevado, como imóveis, é a solicitação do auxílio de um especialista para a realização da visita para a avaliação do bem de interesse.

Embora se trate, conforme pudemos perceber nas descrições acima, de uma opção de compra que pode ser um pouco mais burocrática, para alguns consumidores, as regras e especificações necessárias para a realização do leilão podem ser bastante vantajosas. Especialmente, no caso do segmento de leilão de veículos.

Nesse caso, a burocracia envolvida acaba servindo como uma espécie de proteção em relação aos enganos e fraudes, ainda bastante comuns no mercado de compra e venda de carros usados. A avaliação inicial do leiloeiro permitiria ao consumidor ter uma primeira aproximação bem mais isenta e impessoal do automóvel a ser arrematado do que aquela experimentada em uma concessionária de carros usados ou nas negociações via anúncios com o próprio dono do veículo a ser comprado. Adicionalmente, toda a questão da documentação e as condições de compra e venda também já se encontram expressamente estabelecidas no caso dos leilões. Circunstâncias que aumentam bastante a segurança na compra de bens usados.

Essas vantagens dos leilões para a compra de bens e imóveis começou a ser bastante explorada no mercado brasileiro durante os últimos anos, destacando-se, nesse sentido, o desenvolvimento de plataformas online para a realização de leilões. De acordo com alguns blogueiros especializados no assunto, o aumento da popularização dos leilões parece ter diminuído o tamanho dos lucros passíveis de serem obtidos nesse tipo negócios.

De todo modo, mesmo que, ao final, o valor da compra se assemelhe àquele obtido no mercado aberto, trata-se de mais uma opção para os consumidores em busca de segurança em suas transações econômicas no mercado de usados.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

As mulheres da minha vida

Thomires era o nome da minha avó paterna.  Descendente de franceses, tinha a pele muito alva e os olhos azuis claros, que lembravam o mar. O louro esbranquiçado do seu cabelo remetia-me aos das minhas bonecas. Adorava admirar o...

 
 
 
 
Sitevip Internet