Notícias / Concursos

08/10/17 às 19:03 / Atualizada: 09/10/17 às 22:56

Envelopes de provas de concurso para delegado em Mato Grosso podem ter sido violados; banca organizadora não confirma

Redação RD News

Imprimir Enviar para um amigo
Envelopes de provas de concurso para delegado em Mato Grosso podem ter sido violados; banca organizadora não confirma

A imagem que circula na internet seria da folha de resposta da prova aplicada hoje.

Rumores de que envelopes contendo provas do concurso para o cargo de delegado substituto da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, aplicado neste domingo (8), tenham sido violados antes da entrega aos candidatos circulam  nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Além disso, fotos que supostamente são da prova também passaram a circular nesta tarde.

Em uma das imagens que circula, de um grupo de WhatsApp, uma pessoa relata que um candidato recebeu um envelope “com cara de que tinha sido aberto e colado”. Diante do suposto ocorrido, o delegado presente ordenou que a situação constasse em ata, fez uma foto do envelope e mandou a prova continuar.

 entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil, que informou não ser responsável pela parte interna da prova, que isso cabe ao Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe, Organização Social de Brasília. Contudo, as ligações feitas para os contatos repassados não foram atendidas. Portanto, não há confirmação oficial de que tenha ocorrido fraude no concurso.

Concurso
Segundo a Polícia Civil, mais de 13 mil candidatos se inscreveram no concurso. A prova escrita objetiva estava prevista para começar às 8h de hoje, com duração de 4 horas. A prova dissertativa estava marcada para o período da tarde, iniciando às 15h, com duração de 3h30. Os portões foram abertos às 7 horas para as provas escritas e às 14h, para a dissertativa.

Conforme o edital, é proibida a entrada de aparelhos eletrônicos do tipo: máquinas calculadoras, agendas eletrônicas, celulares, smartphones, tablet ipod, gravadores, pendrive, mp3 player ou similar, notebook, bipe, máquina fotográfica, etc. Também não será liberado entrar com relógios, óculos escuros, lápis, lapiseira, borracha, acessórios de chapelarias (chapéu, boné, gorro, etc), qualquer recipiente ou embalagem, tais como: garrafa de água, suco, refrigerante e embalagem de alimentos (biscoitos, barras de cereais, chocolate, balas etc.), que não seja fabricado com material transparente, entre outros itens relacionados no edital.

O Cebraspe foi quem empregou fiscais de prova, coordenadores de segurança, auditores, médicos, detectores de metais, equipes de varreduras nos locais de provas e outros mecanismos de segurança adotados para lisura e evitar fraudes no concurso público.

Além disso, a Polícia Civil, com equipes de inteligência, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiro Militar, estarão atuando do lado externo dos locais do certame.


 
NOTA: Concurso para Delegado Substituto 

A Diretoria da Polícia Judiciária Civil determinou apuração referente alguns questionamentos levantados durante a aplicação das provas objetiva e dissertativa do concurso público para Delegado Substituto, ocorrido neste domingo (08.10). A apuração será realizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

A Comissão do Concurso apreendeu dois envelopes plásticos, que continham provas, e os entregou ao GCCO para envio à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), visando esclarecer se houve rompimento.

O Cebraspe informou que os envelopes de prova são confeccionados em material  plástico e, no momento que são lacrados, podem ocorrer leves rugas devido à cola utilizada. O malote de provas, que carrega os envelopes até as salas de aulas, permaneceu com seu lacre de aço intacto até o momento da abertura frente aos candidatos.

Quanto às imagens da folha de resposta e folha com instruções para a prova dissertativa, que circularam nas redes sociais, o GCCO informou que, em tese, não configuram crime, por não haver conteúdo sigiloso, já que não eram as provas. No entanto, o candidato poderá ser desclassificado por usar celulares ou smartphones dentro das salas, desobedecendo a regras do edital.
  • Envelopes de provas de concurso para delegado em Mato Grosso podem ter sido violados; banca organizadora não confirma
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

São Luís em Dezembro

O sinos do Natal já podem ser ouvidos nos seus sons distantes Quando eu era menino e começava, em São Bento, a descobrir o mundo com suas belezas, a primeira coisa que me encantava era o campo verde, lindo tapete de capins:...

 
 
 
 
Sitevip Internet