Notícias / Internacional

26/08/15 às 11:37 / Atualizada: 26/08/15 às 15:15

Jornalistas são assassinados ao vivo na TV, nos EUA

Tiroteio mata repórter e cinegrafista, na Virgínia (EUA)

Diário do Poder

Imprimir Enviar para um amigo
Jornalistas são assassinados ao vivo na TV, nos EUA

O tiroteio que matou a repórter e o cinegrafista foi registrado pela câmera

Foto: WDBJ/ Reprodução

Dois jornalistas foram mortos durante uma transmissão ao vivo na Virginia. O tiroteio que tirou a vida da repórter e do cinegrafista foi registrado pelas câmeras. Os profissionais participavam de reportagem ao vivo de uma rede local quando foram atacados, na manhã desta quarta-feira (26).

No vídeo é possível ouvir os disparos, pelo menos seis. Quando o cinegrafista cai, a câmera consegue filmar o rosto do atirador. As vítimas são a repórter Alison Parker, da WDBJ, e o cinegrafista Adam Ward.

A entrevistada não foi atingida. Ela grita durante a ação do homem. A entrevista ocorria em Bridgeeater Plaza, perto de Smith Moutain Lake. As escolas da região foram fechadas e a segurança reforçada. A polícia, que ainda procura pelo atirador, não sabe o que motivou o crime.

Atualização


Suspeito de tiroteio nos EUA foi capturado ferido, diz polícia


Polícia perseguiu suspeito em rodovia e diz tê-lo encontrado com ferimentos letais de bala

O principal suspeito da morte de dois jornalistas americanos a tiros durante uma entrevista ao vivo, nesta quarta-feira, foi capturado em uma rodovia interestadual no Estado de Virgínia, de acordo com a polícia estadual.

Em comunicado publicado no Facebook, a polícia de Virgínia confirmou que perseguiu o carro do suspeito na I-66 até que o veículo saiu da estrada e bateu.

"Agentes se aproximaram do veículo e encontraram o motorista do sexo masculino com um ferimento a bala. Ele está sendo transportado para um hospital próximo para tratar de ferimentos letais", afirma a nota. Ainda não há informações sobre se o homem estaria vivo ou morto.

De acordo com as autoridades, o suspeito chama-se Vester Lee Flanagan, de 41 anos, e é um ex-empregado da emissora.

Conhecido profissionalmente como Bryce Williams, Flanagan teria publicado nas redes sociais um vídeo que parecia mostrar o incidente do ponto de vista do atirador. As contas no Twitter e no Facebook associadas a esse nome foram suspensas logo em seguida.

As vítimas foram identificadas como sendo a repórter Alison Parker, de 24 anos, e o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, ambos da TV local WDBJ7.

A repórter e o cinegrafista faziam uma entrevista sobre o aniversário da criação do reservatório Smith Mountain Lake, área de lazer perto do Bridgewater Plaza, um shopping center na cidade de Moneta, quando oito tiros foram ouvidos.

A entrevistada, Vicki Gardner, levou um tiro nas costas e, de acordo com a mídia local, se recupera da cirurgia.



Veja os vídeos:
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

As imagens são fortes:

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Ronaldo, em 26/08/15 às 13:10

    Vcs Acreditam Q o Cara Q Atirou fez uma gravaçao pelo celular do momento dos disparos desmonstrando toda frieza o video esta em uma pagina do facebook Faca Na Caveira

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

São Luís em Dezembro

O sinos do Natal já podem ser ouvidos nos seus sons distantes Quando eu era menino e começava, em São Bento, a descobrir o mundo com suas belezas, a primeira coisa que me encantava era o campo verde, lindo tapete de capins:...

 
 
 
 
Sitevip Internet