Notícias / Justiça

13/09/17 às 08:27

Senador José Medeiros convoca Lula, Dilma e Silval para depor na CPMI da JBS

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Senador José Medeiros convoca Lula, Dilma e Silval para depor na CPMI da JBS

Foto: Assessoria

Requerimento do senador José Medeiros (Pode-MT) pede a convocação dos ex-presidentes Lula e Dilma e do ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa para depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para apurar supostas irregularidades em empréstimos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) ao grupo J&F, que controla a JBS. 

“Os fatos que envolvem os donos da JBS e os ex-presidentes petistas são gravíssimos e precisam ser apurados à exaustão. Os áudios de Joesley Batista, divulgados pela mídia nacional, trouxeram à tona detalhes de como Dilma e Lula foram informados sobre saldo de propinas de R$ 300 milhões para o Partido dos Trabalhadores. Portanto, a presença deles na CPI deverá esclarecer essa relação que eu considero no mínimo promíscua”, afirmou.
 
Quanto ao ex-governador Silval Barbosa, Medeiros afirma que pesam sobre ele a acusação de que os donos da JBS pagavam propinas para, em troca, receber incentivos fiscais em Mato Grosso. O fato já havia sido confirmado por Wesley Batista em sua delação, que afirmou ter pagado um total de R$ 30 milhões em propina ao ex-governador.
 
José Medeiros também quer que a CPMI ouça Esther Flesch, ex-sócia do escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe, apontada como responsável pela contratação do ex-procurador da República, Marcello Miller e que teriam trocado e-mails sobre honorários, quando Miller ainda era procurador.
 
Jornalista – Ontem (11.09), o senador de Mato Grosso já havia apresentado requerimento convocando Joesley Batista e o procurador geral da República, Rodrigo Janot, a prestarem depoimento na CPMI da JBS. Além dos dois, Medeiros também pediu que o colegiado convocasse o empresário Ricardo Saud, a jornalista Ticiana Villas Boas, esposa de Joesley, o ex-procurador da República Marcelo Miller e Eduardo Botão Pelella, procurador da República.
 
A CPMI da JBS elegeu, nesta manhã de terça-feira (12.09), o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) como relator. O presidente do colegiado é o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO).
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Luis Gonzaga Domingues, em 13/09/17 às 15:11

    Esse tal de José Medeiros é simples policial rodoviário, sendo analfabeto funcional e político. Nunca vi alguém falar tanta besteira a partir do senso comum como esse senhor. Acredito que o mesmo não tenha curso superior. Caso tenha realizado o referido curso deve ter entrado e saído pelo portão da Universidade sem nunca ler um grande pensador. Além disso, o mesmo está envolvido em corrupção no processo evoltou leitoral juntamente com outros políticos que poderão perde seus cargos. O Caso ao Suplemo Tribunal Eleitoral conforme a mídia de Cuíaba e nacional informou a semana passada. Ele não tem moral para cobrar nada de político algum do Estado até porque a maioria está envolvida em corrupção.

 
 

veja maisArtigos

Marcelo Duarte

Ferrovia como fator de competitividade

Cadeias produtivas dos mais diversos setores precisam operar sistemas logísticos eficientes para competir no mercado global e nacional. Na maioria das vezes, a disponibilização da infraestrutura de transportes, papel do Estado...

 
 
 
 
Sitevip Internet