Notícias / Negócios

28/08/17 às 08:22

Brasileiras inventam calcinhas que dispensam absorventes descartáveis

Você usaria estas calcinhas que não precisam de absorventes descartáveis?

Portal Arauto via hypescience.com

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Brasileiras inventam calcinhas que dispensam absorventes descartáveis

Foto: Divulgação

Empreendedoras brasileiras criaram dois modelos de calcinhas absorventes, laváveis e reutilizáveis, que substituem o uso de produtos descartáveis durante a menstruação.

Dado que uma mulher normalmente tem em média 450 ciclos menstruais durante sua vida, essa invenção se torna uma escolha ideal por ser mais econômica e ter menos impacto no meio-ambiente.

Tecnologia totalmente brasileira

As criadoras da marca Herself são as estudantes de engenharia química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Raíssa Kist e Nicole Zagonel.

Um produto semelhante, chamado Pantys, foi lançado recentemente como a primeira marca brasileira especializada na tecnologia, mas as jovens afirmam que a Herself, que começou a ser desenvolvida em 2016, é a primeira calcinha absorvente totalmente desenvolvida no Brasil.

“A tecnologia é nacional, priorizamos a mão de obra local, a matéria-prima é adquirida de fornecedores gaúchos e do Brasil”, explicou Raíssa ao Portal Arauto FM.

Como funciona

A camada em contato com a região íntima é composta por um tecido tecnológico 100% algodão (mais indicado por ginecologistas) que possui um toque seco, para evitar a sensação de umidade. A camada intermediária é composta por um tecido tecnológico ultra-absorvente e com ação antimicrobiana, que irá reter toda a menstruação e evitar bactérias e fungos. A camada mais externa é impermeável para que não ocorram vazamentos.

Dois modelos já começaram a ser comercializados: um para fluxo intenso, que equivale a três absorventes descartáveis, e um para fluxo moderado, equivalente a um absorvente.
 

“O tempo de uso depende muito do fluxo, mas a média é de 12 horas, considerando a segurança e a saúde”, disse Raíssa.

As empreendedoras calculam que o tecido especial é 100% efetivo até 48 lavagens. Isso equivale a, aproximadamente, dois anos. Após este período, o tecido não terá as mesmas características funcionais de quando era novo, mas isso não impede seu uso como uma calcinha comum.

Compre

Por enquanto, o produto está disponível para pré-venda em uma plataforma de crowdfunding (financiamento coletivo). No futuro, será vendido online.

Cada calcinha custa R$ 75, e pode ser adquirida aqui. O link ainda possui diversas explicações e detalhes sobre a tecnologia.

Outras dúvidas também podem ser esclarecidas na página da Herself. [PortalArauto]
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet