Notícias / Agronegócios

08/08/17 às 09:53 / Atualizada: 08/08/17 às 09:57

Botulismo pode ter sido a causa da morte de mais de mil cabeças de gado em Água Clara (MS)

Rural News

Edição para ÁguaBoaNews, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
Botulismo pode ter sido a causa da morte de mais de mil cabeças de gado em Água Clara (MS)

Foto: Divulgação

Na tarde desta segunda-feira (7), o pecuarista Pérsio Airton Tozzi teve um prejuízo de mais de R$ 2 milhões com o falecimento de 1.100 animais que estavam confinados na fazenda Marca 7, localizada no município de Água Clara, a 200 km da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande. Os animais estão sendo enterrados na própria fazenda e não há registro da doença nas propriedades vizinhas.
 
De acordo com a Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal (Iagro), a suspeita clínica da causa da morte dos animais é botulismo, mas o resultado laboratorial só será divulgado em uma semana. Amostras da ração oferecida aos animais, que é produzida na própria fazenda, e da água da localidade foram enviadas para o laboratório estadual e, caso o resultado seja positivo, será enviado para uma segunda análise em um laboratório de São Paulo.
 
O botulismo ataca o sistema nervoso do animal provocando paralisia motora e o período de incubação é de uma semana a oito dias. A gravidade da doença está diretamente ligada à quantidade de toxinas que o animal ingeriu e pode ser dividia em quatro graus: Super aguda, Aguda, Subaguda e Crônica. Os principais sintomas são anorexia, falta de coordenação e ataxia.
 
No ser humano, a doença também ataca o sistema nervoso, podendo levar a morte conforme a quantidade de toxina expelida pela bactéria. Os principais sintomas no ser humano são visão dupla e embaçada, fotofobia (aversão à luz), ptose palpebral (queda da pálpebra), tonturas, boca seca, intestino preso e dificuldade para urinar.


 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Eduardo Gomes de Andrade

De mundo melhor

Manso, o fogo sapecava as cascas das árvores tortas do cerrado mato-grossense e engolia o capim nativo. No processo natural ambiental, em poucos dias o verde espalhava-se pelo chão no renovado capim e subia ao topo das lixeiras e das...

 
 
 
 
Sitevip Internet