Notícias / Agronegócios

03/07/17 às 17:41

Com a reabertura das unidades de Nova Xavantina e Pirenópolis (GO), Marfrig vai elevar capacidade de divisão de bovinos em 25%

Companhia informou nesta segunda-feira que vai reabrir a partir da segunda quinzena de julho as unidades de Nova Xavantina (MT) e Pirenópolis (GO)

Alberto Alerigi Jr., da Reuters

Edição para ÁguaBoaNews, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
Com a reabertura das unidades de Nova Xavantina  e Pirenópolis (GO), Marfrig vai elevar capacidade de divisão de bovinos em 25%

Marfrig: ações da companhia abriram em alta discreta mas logo engrenaram alta de mais de 2 por cento nos primeiros negócios na B3

Foto: Arquivo Planta de Nova Xavantina - AguaBoaNews

 A Marfrig vai elevar sua capacidade de produção no segmento de carne bovina em 25 por cento nas próximas semanas com a reabertura de unidades e expansão de outras na divisão Beef, que também opera com ovinos.

A companhia informou nesta segunda-feira que vai reabrir a partir da segunda quinzena de julho as unidades frigoríficas de Nova Xavantina (MT) e Pirenópolis (GO).

A empresa afirmou ainda que a readequação de capacidade inclui a expansão da produção de quatro unidades em Goiás, Mato Grosso, Pará e Rondônia.

As ações da companhia abriram em alta discreta mas logo engrenaram alta de mais de 2 por cento nos primeiros negócios na bolsa paulista B3. Às 10:52, os papéis exibiam alta de 2,51 por cento, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 0,6 por cento.

Segundo a Marfrig, o aumento da capacidade foi decidido “em função da maior disponibilidade de bovinos para abate no Brasil, decorrente do ciclo positivo de gado e maior retenção no primeiro semestre do ano, e do atual cenário macroeconômico (…) Esse aumento está alinhado à estratégia da companhia na busca pelo crescimento sustentável”.

Em junho, a rival Minerva também anunciou reabertura de unidade de bovinos em Mato Grosso a partir de meados de julho, em meio às dificuldades enfrentadas pela concorrente de maior porte JBS, após a empresa ter fechado acordo de leniência no valor de mais de 10 bilhões de reais com o Ministério Público e dos executivos da companhia terem feito delação premiada envolvendo o Michel Temer em maio.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet