Notícias / Política

13/06/17 às 20:41

Medeiros discute no BNDES financiamento para retomadas de obras das BRs 163 e 364

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Medeiros discute no BNDES financiamento para retomadas de obras das BRs 163 e 364

Foto: Assessoria

A concessão de financiamento para a retomada das obras das BRs 163 e 364 será tema de reunião proposta pelo senador José Medeiros (PSD-MT) que acontece nesta quarta-feira (14.06) com o novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), Paulo Rabello, e os parlamentares da bancada federal de Mato Grosso. 

“Nossa luta é para que essas estradas estejam concluídas. Esse é o sonho de todo mato-grossense. O BNDES deveria emprestar o dinheiro para a conclusão da obra, mas reteve os recursos. O banco tem disponível mais de R$ 150 bilhões para investimentos e essa obra usaria menos que R$ 2 bilhões. Então, nossa esperança é a de que o novo presidente esteja sensível a este nosso pedido”, destacou.
 
Em Plenário e nas comissões, Medeiros constantemente tem lamentado as dificuldades enfrentadas pelos grandes, médios e pequenos produtores para o escoamento da produção do estado. Segundo o senador, o estado tem cidades que ficam a 1.400 quilômetros da capital, Cuiabá, e que, devido às más condições das estradas, os produtos chegam a custar o dobro do preço dos concorrentes. Além disso, segundo o senador, são muitos os acidentes que deixam centenas de mortes todos os anos.
 
O senador lembrou ainda que o estado depende dessas rodovias, que em determinado trecho se sobrepõem e se tornam praticamente o cinturão do Brasil, por onde quem vem do Sul e Sudeste indo aos estados do Norte brasileiro tem que, necessariamente, passar por Mato Grosso. Ele lembrou também que houve a iniciativa, por parte do governo federal, de conceder para a iniciativa privada a duplicação das estradas, com a promessa de participação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).
 
“Lamentavelmente, a contrapartida do DNIT não ocorreu e agora os motoristas que passam nessas estradas, além de sofrer com as pistas esburacadas, ainda tem que pagar pedágio. O pior é que a duplicação prometida não foi concluída”, disse Medeiros que chegou a manifestar sua saída da base do governo Temer caso não fossem apresentadas saídas para resolver o problema.
 
Ver vídeo relacionado abaixo:
Imprimir Enviar para um amigo

Vídeo Relacionado

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet