Notícias / Agronegócios

13/06/17 às 09:27

Argentina quer estreitar relação comercial com Mato Grosso

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Argentina quer estreitar relação comercial com Mato Grosso

Foto: Assessoria

O Fórum Agro MT recebeu nesta segunda-feira (12/06) a visita de dois representantes da Embaixada da Argentina no Brasil. Os argentinos querem estreitar a relação comercial com Mato Grosso por reconhecerem a liderança do estado na produção agropecuária.
 
“Nos últimos anos a Argentina percebeu a importância do Estado de Mato Grosso na economia do país, visto que o PIB nacional cresceu 1% no primeiro trimestre graças à produção agropecuária”, afirmou o Ministro Conselheiro da Embaixada da Argentina no Brasil, Leopoldo Francisco Sahores. Além dele, participou da reunião o secretário da embaixada, Julián Vazeilles.
 
O desenvolvimento da hidrovia Paraguai-Paraná foi um dos temas mais abordados no encontro. “Já falamos com muitos atores relevantes no Brasil que concordaram que ainda existem muitos gargalos para a operação da hidrovia. Mas a ideia é atrair mais investimentos para viabilizá-la”, afirmou Sahores que acredita que o modal poderá aumentar as relações de exportações entre ambos os países.
 
Conforme Sahores, existe também a intenção de criar uma Câmara do Comércio entre Mato Grosso e a Argentina e talvez até uma Federação de Câmaras do Comércio da Argentina com outros estados do Brasil. O governo argentino também pretende, até o final do ano, fazer um seminário para discutir o que pode ser feito para viabilizar a hidrovia Paraguai-Paraná.
 
Segundo informações do Ministério dos Transportes, hoje o transporte no rio Paraguai é limitado a um número restrito de commodities, principalmente minérios e açúcar, mas tem potencial para escoar grãos, como soja e milho e farelo de soja.
 
O presidente do Fórum Agro MT e da Famato, Normando Corral, destacou o potencial da produção agropecuária de Mato Grosso e a importância das hidrovias para o Estado. “Mato Grosso tem uma extensão territorial muito grande. A hidrovia seria mais uma opção para o escoamento da produção. Temos três em potencial no Estado: a Teles Pires-Tapajós, a Paraguai-Paraná e a Rio das Mortes-Araguaia-Tocantins”, explicou.
 
A visita dos representantes da embaixada foi intermediada pelo Senador José Medeiros. Segundo ele, já foram realizadas duas reuniões de trabalho em Brasília. Num próximo momento, o embaixador Carlos Magariños virá para o Brasil numa visita oficial.
 
As reuniões continuam hoje com representantes do governo de Mato Grosso e amanhã (13/06) nas Federações da Industria (Fiemt) e do Comércio (Fecomércio).
 
Participaram do encontro, lideranças e representantes das entidades Aprosoja, Ampa, Acrimat, Acrismat e Aprosmat que, junto com a Famato, compõem o Fórum Agro MT.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet