Artigos / Nilton Moreira

18/08/20 às 19:50

Estrada Iluminada - 'Meu filho se envolveu com drogas'

Imprimir Enviar para um amigo
          Uma das piores constatações é quando um filho se envolve com drogas. Perde-se o chão, pois sabemos que possivelmente ele já está em contato com esta triste realidade há algum tempo.

          Normalmente o envolvimento com as drogas começa na pré-adolescência dependendo do ambiente que está vivendo e dos exemplos que lhes estão passando.

          Os espíritos amigos nos informam nas reuniões mediúnicas onde são trazidos para atendimento drogados que já partiram que muitos já reencarnam com a tendência ao vício. Os pais tem a responsabilidade de conduzirem os filhos com dedicação, alertando-lhes para o mundo que vão enfrentar nos primeiros anos de vida quando começam a querer ter uma liberdade no se conduzirem.

          Antes do nascimento do filho os pais são levados durante o sono até a espiritualidade onde em contato com os benfeitores recebem a incumbência de cuidar daqueles que terão sob sua responsabilidade. Alguns falham na tarefa!

          É comum os pais por negligência querer delegar a incumbência do educar aos professores, o que não é correto, pois estes educadores muito embora preparados e com boa vontade, são impotentes para orientar a todos os alunos, e mesmo não tem obrigação, e, portanto quando os filhos enveredam para o mau caminho que sempre estará presente a droga, nunca será culpa dos professores.

          Um dos fatores primordiais no envolvimento com drogas é a tendência que o filho tem para se direcionar ao lado errado, mas se é tratado com carinho em casa, com a dedicação dos pais e principalmente com exemplo, esta tendência se esmorece e o período de contato passa. Mas se for ao contrário, tendo principalmente o ambiente que vive comprometido com o desamor e falta de moral, certamente não tem como escapar de ser um usuário, que ao longo do tempo poderá desembocar num atuante traficante.

          O ambiente do prostíbulo é muito propício ao uso de drogas ilícitas, pois nestes locais o álcool e o tabagismo já estão presentes, sendo reforçado pelo comercio do corpo. Ora, o pior dos deslizes na vida é a venda do corpo para ser utilizado como prazer. É a degradação do ser humano, pois a pessoa que se submete a isso abre mão de viver uma vida digna, evitando executar um trabalho decente e ser vista com outros olhos pela sociedade.

          O drogado vai sempre estar acompanhado por uma quantidade de espíritos que na época que estavam vivos eram usuários e continuam na espiritualidade sentindo a necessidade, e isto fortifica o desejo pela droga.

          É importante darmos o exemplo dos bons costumes e boas condutas a nossos filhos, incentivando-os na prática de esportes, religiosidade e valorização pessoal para que não encontrem ambiente propício ao mal.

          Mas se a droga visitar o ambiente familiar, recorramos à prece pedindo socorro aos benfeitores amigos para que nos auxiliem, e façamos ao mesmo tempo uma reflexão do que está errado e devemos mudar na família.  
Nilton Moreira

Nilton Moreira

 Nilton Moreira é Inspetor de Polícia no Estado do Rio Grande do Sul, natural de Pelotas, formado na Academia de Polícia Civil, palestrante, divulgador e estudioso da Doutrina Kardecista,e-mail cristaldafonte@gmail.com Facebook Inspetor Nilton Moreira.
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet