Artigos / Eduardo Gomes de Andrade

16/08/20 às 18:47

ARAGUAIA – Um Estado pra chamar de seu

Imprimir Enviar para um amigo
Passado de lutas, presente de consolidação e futuro promissor. Assim é o Vale do Araguaia, região que a poligamia política que se renova a cada eleição no altar das urnas unindo o governo estadual com a Assembleia Legislativa e a bancada federal teima em desconsiderar, o que resulta no triste apelido de Vale dos Esquecidos. Parte dessa área é focalizada neste  capítulo  da série Um mundo em 5 Regiões.
 
Maior região de Mato Grosso, para melhor entendimento da série,  o Vale do Araguaia foi fragmentado, pois o objetivo da postagem é mostrar o sentido da regionalização sob todos os aspectos.  Santo Antônio de Leverger, Paranatinga, Jaciara, Alto Araguaia, Araguainha e vários outros municípios pertencem a essa região, mas  a opção editorial  foi definir a área tendo Barra do Garças enquanto polo e os 28 municípios que mais se identificam com ela.

Em suma, o Araguaia ligado ao município da Barra tem 333.152 habitantes, com a média municipal de 11.488 moradores, Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 0,671) e renda per capita de R$ 29.347,74. Sua área territorial é de 184.093,33 km² e se espalha por Barra, Araguaiana, Pontal do Araguaia, Torixoréu, Ribeirãozinho, Ponte Branca, General Carneiro, Novo São Joaquim, Campinápolis, Nova Xavantina, Água Boa, Nova Nazaré, Cocalinho, Canarana, Ribeirão Cascalheira, Querência, Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada, Novo Santo Antônio, Alto Boa Vista, Luciara, São Féliz do Araguaia, Canabrava do Norte, Porto Alegre do Norte, Confresa, Vila Rica, Santa Terezinha, São José do Xingu e Santa Cruz do Xingu.

O capítulo foi escrito dentro das limitações do site, mas ainda que houvesse estrutura jornalística e suporte empresarial não seria possível abordar detalhadamente  o Vale do Araguaia numa postagem. Ainda assim, parte dos conhecimentos orais da região foram trazidos para a internet. Grandes vultos que foram e são importantes para o desenvolvimento regional são reverenciados, mas outros, não menos significantes, infelizmente não foram relacionados.

O Vale do Araguaia com sua força e potencial econômico, com sua rica história, com seus vultos, suas demandas, seus sonhos e tantos projetos oficiais quase sempre engavetados, está neste capítulo. Essa área do tomanho da soma dos territórios de Pernambuco com Alagoas e Sergipe não pode permanecer sob a pecha de Vale dos ESquecidos e, num passo seguinte, precisa se emancipar se tranformando no Estado do Araguaia, vivido e conduzido por sua gente, desvinculado política e administrativamente de Mato Grosso.

Agradeço a colaboração recebida de muitos para levar adiante esse conteúdo. De modo particular agradeço os que contibuíram com a publicação, escrevendo sobre o Vale do Araguaia. Muito obrigado aos que colaboraram enviando artigos, que são postados sem prevalência observando a ordem de recebimento dos mesmos: Fernando Tulha, produtor rural, engenheiro agrônomo e presidente do Sindicato Rural de São José do Xingu; Francis Amorim, jornalista e secretário de Comunicação da Prefeitura de Barra do Garças; José Eugênio de Paiva, médico, ex-vereador por Água Boa e deputado estadual com o nome parlamentar de Dr. Eugênio; Antônio Mendes, jornalista e advogado em São Félix do Araguaia; e Professor Xisto Tserenhir’u, da aldeia Nova Esperança na Terra Indígena São Marcos.

O Araguaia está de de luto pelo adeus do bispo prelado emérito de São Félix do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga. Boamidia se solidariza com a região e dedica este capítulo à memória do grande poeta, evangelizador e defensor dos indígenas e trabalhadores rurais que nos deixou.
 
Descanse em paz, Pedro!

Com esta postagem a série focaliza a segunda região; a primeira foi o polo de Rondonópolis e a próxima será o Nortão. Espero que leiam e gostem. A internet é aliada dos que cometem erros editoriais e ortográficos: caso se faça necessário repararei eventuais falhas.

Que o Vale do Araguaia não se curve, como nunca se curvou. Que haja harmonia entre aldeados e a sociedade envolvente.  Que avance em busca de qualidade de vida e da redução dos desníveis sociais. Que a infraestrutura sonhada se materialize. Que a produção agropecuária aumente, Que o equilibrio ambiental seja mantido. Que sua gente em breve possa dizer com orgulho – no melhor sentido da palavra – que o Araguaia é o seu Estado.
Eduardo Gomes de Andrade

Eduardo Gomes de Andrade

Eduardo Gomes de Andrade – Editor do site Boamidia
.
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet