Artigos / Benedito Figueiredo Junior

06/03/19 às 08:08

Em busca do bumbum dos sonhos

Imprimir Enviar para um amigo
Muitas mulheres desejam ter o bumbum dos sonhos, bem torneado, volumosos e empinado. Só que em muitos casos, o biótipo da mulher não favorece tanto essa região.
 
Nesses casos é possível se recorrer a gluteoplastia, ou seja, cirurgia para essa região. As opções hoje são as próteses ou ainda o enxerto de gordura, ou ambos para dar mais curvatura, firmes e volumosos.
 
No caso da prótese de silicone, é feita uma incisão simples de até 6 centímetros localizada verticalmente na área entre os glúteos, numa região em que a cicatriz ficará escondida. A anestesia pode ser peridural ou geral.
 
O cirurgião plástico vai decidir com a paciente a prótese mais adequada para atender a expectativa da paciente.
 
São 3 tipos de próteses:’ redondas’ para dar mais volume à área superior dos glúteos, quando estes são mais curtos no eixo vertical. O resultado é um glúteo mais arredondado. Ou ainda a ‘quartzo’ para quem possui os glúteos em formato longo, com o maior eixo vertical. Ou ainda as ‘ovais’ para glúteos que necessitam também de aumento de volume lateral.
 
Definida a prótese, o implante será inserido dentro da musculatura, entre o glúteo mínimo e o máximo, como um “sanduíche” que dá mais naturalidade.
 
O bom resultado depende dos cuidados pós-operatórios da paciente seguindo as recomendações do cirurgião plástico. Como deitar somente de barriga nos 7 primeiros dias,
fazer somente caminhadas curtas e sentar colocando o peso do corpo nas coxas e não nos glúteos.
 
Vale lembrar que essas são as técnicas usadas no mundo todo por cirurgiões plásticos para a área dos glúteos. Colocação de polimetilmetacrilato,  o conhecido PMMA não é recomendado para ser usado para preenchimento de grandes proporções como de glúteo. Vimos casos pelo Brasil de pacientes que passaram mal e morreram após o uso nos glúteos desse produto.
 
Por isso ele é recomendado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apenas para cirurgias reparadoras e em pequenas quantidades em pacientes que perderam volume por alguma doença como câncer e HIV. Mesmo assim, podem ocorrer reações inflamatórias crônicas, dor crônica, infecções, formação de nódulos, enrijecimento da região, rejeição do organismo e até necrose do tecido. E quanto mais quantidade aplicada, mais o risco aumenta.  Em grandes quantidades como no preenchimento do glúteo, o PMMA pode se espalhar para outras regiões do corpo e se tornar um risco de morte para a paciente.
 
Lembre-se, o uso do PMMA só deve ser feito por um médico especialista como cirurgião plástico, dermatologista e otorrinolaringologista. Esteticistas não têm formação para injetá-lo.
 
Busque sempre  a orientação de um profissional médico experiente no assunto, para que não sejam administradas doses inadequadas e comprometer sua saúde e até sua vida.
 
Benedito Figueiredo Junior

Benedito Figueiredo Junior

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. CRM 4385 e RQE 1266.
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet