Artigos / Onofre Ribeiro

30/06/14 às 11:31 / Atualizado: 13/06/15 às 11:35

Mistérios na Serra do Roncador – 3

Imprimir Enviar para um amigo

Foto: Reprodução Fantástico/Rede Globo

Continuo essa saga dos mistérios da serra do Roncador, em Mato Grosso, uma região que será sagrada em tempos futuros próximos. É tida como a “pátria dos refugiados climáticos do mundo”, partindo do fato de que em passado remoto foi oceano e teve as suas placas tectônicas consolidadas, não correndo os riscos climáticos e sismológicos aguardados no mundo. Aliás, isso está escrito nas principais tradições religiosas da antiguidade e nas previsões climáticas da atualidade.

A região está entre os paralelos 15 e 20, os mesmos citados na 3ª.Profecia de Dom Bosco, disponível no google. Lá ele se refere a essa região dos paralelos como “Entre os graus 15 e 20, existia um seio de terra bastante largo e longo, que partia de um ponto onde se formava um lago. E então uma voz me disse, repetidamente: ‘Quando vierem escavar os minerais ocultos no meio destes montes, surgirá aqui a Terra da Promissão, fluente de leite e mel. Será uma riqueza inconcebível’.”

Por outro lado, em todas as épocas da história humana existiram lugares que concentraram as energias do planeta e ali se construíram civilizações, como Gizé, no Egito, Tibete, Mesopotâmia, Grécia, Inglaterra, México (astecas), América Central (maias), Peru (incas). Foi uma marcha de Leste para Oeste do planeta. No centro da América do Sul estão se ancorando essas energias da última onda de energias da atual fase humana do planeta.

A onda anterior foi em Machu-Pichu, Peru. Em seu livro “Minha vida com uma vestal”, escrito por Armando Luvison, com o pseudônimo de Leo Docltan, ele relata toda essa saga de história e acrescenta claramente as visões futuristas espirituais sobre o Brasil e sobre o Brasil Central, focando na região da Serra do Roncador a futura região do planeta. O Santuário Místico e Ecológico do Roncador se enquadra dentro dessa futura onda que completa a profecia de Dom Bosco e uma série de outras tradições religiosas dos últimos milênios. Armando, falecido há três anos, foi o marido de Deusinha, a sacerdotisa do Santuário, a quem ele chama de vestal.

Um dos elementos curiosos dessa nova onda foram as migrações que nos últimos 40 anos se voltaram de todo o país para o Brasil Central, particularmente Mato Grosso. Trouxeram toda a carga hereditária do mundo no sangue dos migrantes que vieram da Europa, da Ásia e da África em épocas diversas para o Brasil e subiram a partir dos anos 1970. Tudo faz parte da “Era de Aquarius”, ou do Terceiro Milênio.
Onofre Ribeiro

Onofre Ribeiro

Onofre Ribeiro é jornalista em Cuiabá, Mato Grosso, consultor em comunicação e estratégias e professor.
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet