Artigos / Junior Macagnam

30/12/16 às 13:37

A Luta Continua

Imprimir Enviar para um amigo

Foto: Mídia News

Vivemos um ano complexo, difícil, cheio de altos e baixos, renascemos e nos reinventamos muitas vezes, em cada problema que enfrentamos individualmente ou na luta pelo bem comum.
 
Os dramas na política e o agravamento da crise financeira sacudiram o país nos últimos 12 meses. As revelações principalmente da operação lava-jato e das inúmeras registradas no Estado, de corrupção graúda, assombraram até mesmo o mais inerte mato-grossense. Vivíamos de certa forma naquela do “o que os olhos não veem o coração não sente”, mas nos últimos dois anos, em especial em 2016, foram tantos escândalos envolvendo altas lideranças que o gigante acordou. 
 
Fomos às ruas lutar por um país mais ético e muitas foram as nossas conquistas e tudo isso só aconteceu por estarmos lá. Hoje o clamor das ruas é respeitado, considerado, ouvido.
 
Trouxemos o espirito do Brasil, vestimos verde e amarelo, tomamos as ruas e avenidas do País.
 
Temos em cada um de nós uma certeza, nós estamos de fato mudando o Brasil e irradiando para todas as instituições e setores da sociedade princípios básicos de ética e cidadania, sabemos que faremos juntos muito mais, porque juntos somos fortes e imbatíveis.
 
Agradecemos muito a população brasileira e mato-grossense em especial que não fugiu da luta e mostrou a sua força, que se uniu em prol de um Brasil mais ético, soberano, melhor e justo para todos.
 
Desejamos a todos os amigos, parceiros e guerreiros um 2017 de muita luz, benções, esperança e continuaremos lutando pelo que acreditamos. A luta continua.
Junior Macagnam

Junior Macagnam

Junior Macagnam, empresário e líder do “Vem Pra Rua”, em Mato Grosso.
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

João Baptista Herkenhoff

Libertando Edna, a que ia ser Mãe

“A acusada é multiplicadamente marginalizada: por ser mulher, numa sociedade machista; por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta; por ser prostituta, desconsiderada...

 
 
 
 
Sitevip Internet