Artigos / Dr. Orlando Barreto Neto

07/12/15 às 14:24

Com medo do Zika vírus? Veja como prevenir!

Imprimir Enviar para um amigo
Vírus conhecido pela medicina desde o fim dos anos 40, o Zika passou a ser assunto nos lares brasileiros depois que foi confirmado que filhos de gestantes infectadas podem nascer com microcefalia.
 
A hipótese da relação foi levantada por autoridades de saúde brasileiras depois que mais de uma centena de casos foram detectados em Pernambuco até outubro. Em 17 de novembro, o Instituto Oswaldo Cruz anunciou ter encontrado sinais do vírus no líquido amniótico de duas gestantes cujos bebês foram diagnosticados com microcefalia. Desde então, 1.248 casos de microcefalia foram confirmados em bebês de 14 Estados.
 
Para as gestantes é recomendado que andem de calças compridas e usem sapatos fechados ou meia, já que o mosquito tem hábitos rasteiros, picando mais pernas e pés, além das medidas de controle dos focos criadores (água parada). Outra opção recomendada pelo Ministério da Saúde é o uso de produtos repelentes de uso tópico, que podem ser aplicados diretamente na pele.
 
A Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária esclareceu que não há impedimento para que grávidas usem repelentes, desde que estejam registrados na própria agência reguladora e que sejam seguidas as instruções do rótulo.
 
Especialistas reforçam o alerta de que os 'repelentes naturais' mais utilizados como óleo de citronela, por exemplo, são menos eficientes. "Funcionam um pouco porque são oleosos, por isso o mosquito não vai gostar. O mesmo vale para os demais. Portanto, não há nenhuma vantagem em tentar usar esses repelentes naturais, que são mais fracos, duram muito pouco tempo e deixam a pessoa com um cheiro muito ruim", explica o professor Carlos Fernando de Andrade
 
Gestantes devem ter cuidado redobrado na prevenção de infecções transmitidas por insetos como Dengue, Chikungunya e Zika. Para isso é importante o uso de um repelente de insetos adequado.
 
No Brasil, temos DOIS tipos de produtos recomendados e eficazes:
 - O DEET - comercialmente conhecidos como Off, Autan, Repelex
 - A Icaridina ou Picaridina - vendido com a marca Exposis.
 
Veja alguns cuidados com um uso dos repelentes:
 
1.    Não use repelentes tópicos em menores de dois meses de idade.
2.    Leia todo o rótulo antes de aplicar o produto e conserve-o para consulta.
3.    Mantenha os repelentes fora do alcance de crianças.
4.    Evite o uso próximo a mucosas (boca, nariz, olhos, genitais) ou em pele irritada ou ferida.
5.    Evite aplicação nas mãos das crianças. Sempre lave as mãos após aplicar o produto.
6.    Evite usar em conjunto com protetores solares.
7.    Não durma com repelente no corpo, lave-se antes.
8.    Se suspeitar de qualquer reação adversa ou intoxicação, lave a área exposta procure ajuda médica imediata.
 
Dr. Orlando Barreto Neto

Dr. Orlando Barreto Neto

Orlando Barreto Neto é médico obstetra e ginecologista no Paraná (CRM-PR 32.481).
 
Twitter | Facebook | Skype:drorlandobarreto
 
ver artigos

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Pessoas que estavam lá!

Alguns têm certeza. Outros não acreditam. A maioria suspeita de que possa existir, e outros tantos preferem não se questionar. Estou falando de vidas...

 
 
 
 
Sitevip Internet